Executivo brasileiro dá calote de 340 mil dólares em boate de NY

In Direto de Brasília
Executivo brasileiro dá calote de 340 mil dólares em boate de NY
Espalhe essa informação

Marco Luz Gonçalves torrou cerca de 1,1 milhão de reais em boate.

Executivo do Banco BTG Pactual, de André Esteves, o festeiro Marco Luz Gonçalves foi notícia nos jornais de Nova York. Isso porque ele gastou 340.000 dólares, cerca de 1,1 milhão de reais em noitadas na boate Provocateur, e não pagou a conta. Marco é diretor de fusões e aquisições e trabalhou também para o banco Credit Suisse.

A festança se seguiu por dois dias, 10 e 11 de junho de 2016. Segundo reportagem do jornal “Daily News”, até agora a casa noturna não viu um centavo de Gonçalves. Por causa do calote, ele foi processado pela Provocateur.

“Enquanto estava na boate, nos dias 10 e 11 de junho, o senhor Gonçalves comprou os champanhes mais caros, incluindo garrafas de Cristal Magnum”, diz trecho do processo. Essa bebida é vendida por um preço equivalente a 4.800 reais a garrafa.

Na primeira noite, ele comprou 208.000 dólares (cerca de 707.000 reais), e deixou seu cartão American Express como garantia. No dia seguinte, foram mais 131.000 dólares (445 mil reais). O cartão, no entanto, não autorizou o débito.

Atualização: Depois de vários meses, o executivo e a boate chegaram a um acordo anteontem.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

PRF está multando motoristas

Cinco policiais rodoviários federais são presos por cobrar propina de motoristas

Espalhe essa informação A força tarefa composta por aproximadamente 100 policiais (50 Policiais Rodoviários Federais e 50 Policiais Federais)

Read More...

Por que a América Latina é a única região do mundo onde o islã não cresce

Espalhe essa informação O islã é a religião que mais cresce no mundo. Espera-se que, até o final do

Read More...
Temer analisa medidas para anular depoimentos da Odebrecht

Odebrecht entrega extratos com propina de US$ 65 milhões acertada com Temer

Espalhe essa informação Ouça a reportagem da CBN Os comprovantes são de uma propina que delatores dizem ter sido

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu