Exército destrói garimpo ilegal e detém 60 pessoas em terra indígena de RR

O Exército Brasileiro destruiu um garimpo ilegal, apreendeu equipamentos e deteve 60 pessoas durante ação da operação ‘Escudo’ nessa quarta-feira (21) na região do rio Uraricoera, em Alto Alegre, área da Terra Indígena Yanomami.

Um grupo de pessoas fugiu em sete embarcações de pequeno porte ao notar a chegada dos três helicópteros do Exército usados na operação.

No local, conhecido como garimpo do Mutum, foram apreendidos motor de popa, motoserra, dois geradores, um equipamento rádio comunicador, um televisor, duas armas de fogo calibres 28 e 22, 15 facões, um arpão, quatro aparelhos de som, roupa de mergulho e 15 carotes vazios de 50 litros.

Ação no garimpo ilegal faz parte da operação ‘Escudo’ (Foto: Exército Brasileiro/Divulgação)

Além disso, segundo o Exército, foi encontrada uma grande quantidade de bebidas alcoólicas, sendo quase duas mil latas de cerveja e 70 garrafas de destilados.

O grupo de 60 pessoas, entre homens e mulheres, foram detidos para averiguação e demais procedimentos.

A incursão na área foi realizada por 30 militares do Exército da 1ª Brigada de Infantaria de Selva, por intermédio do Comando de Fronteira Roraima.

Operação ‘Escudo’

Deflagra em janeiro, a operação visa combater delitos transfronteiriços e ambientais. Nela são realizadas ações preventivas e repressivas através de patrulhas motorizadas e a pé.

Além disso, postos de bloqueio de controle de estradas também são montados para revistar pessoas e veículos terrestres.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário