fbpx
Expectativa é do maior movimento econômico do Carnaval Brasileiro

Confiança maior do empresário do comércio de Rondônia é 10,6% maior que a nacional

O Carnaval deste ano, que acontece, agora, no período de 09 a 13 de fevereiro, deve movimentar de forma inédita o setor turístico. Segundo estimativas do Ministério do Turismo, a festa deve injetar R$ 11,14 bilhão na economia nacional, estabelecendo um recorde na movimentação turística. São esperados 10,69 milhões de viajantes brasileiros e 400 mil turistas internacionais, o que tornará, este ano, o melhor Carnaval da história para o setor turístico. As previsões de números de viajantes e de movimentação financeira comprovam isto e um trabalho constante vem sendo feito para preparar cada vez mais os destinos para receberem os visitantes de todo o Brasil, e do mundo, com a melhoria de infraestrutura, qualificação dos serviços e legalização do setor. As cidades mais procuradas, para o período são Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Recife e Olinda (em Pernambuco). Juntos, os seis destinos são responsáveis por 65% de toda a movimentação financeira no período: R$7,4 bilhões. Dados da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav) mostram que, até o fim do Carnaval, as vendas dos pacotes de viagens aumentarão 15% em relação ao mesmo período de 2017.

HOTÉIS DOS PRINCIPAIS DESTINOS DO CARNAVAL ESTÃO LOTADOS

No Rio de Janeiro são estimados 6,5 milhões de foliões sendo 1,5 milhão apenas de turistas que, junto com os moradores, devem movimentar R$ 3,5 bilhões na capital. Os hotéis esperam chegar à marca de 85% de ocupação geral na cidade, número 7% maior que o do ano passado. Salvador deve receber 770 mil turistas, sendo 400 mil do interior da Bahia e 300 mil de outros estados, além de 70 mil estrangeiros. Durante a festa, a capital baiana deve arrecadar R$ 1,7 bilhão e ocupar 98% dos hotéis em toda a cidade. Já em Belo Horizonte a expectativa é de registrar um crescimento de 20% no público esperado e também na movimentação financeira, chegando a 3,6 milhões de foliões que deverão deixar R$ 637 milhões na cidade. Pernambuco espera receber 1,7 milhão de foliões e arrecadar R$1,2 bilhão. A ocupação hoteleira, também com números altos, chegará a 95%. A capital Recife e sua vizinha Olinda são os principais destinos no estado e figuram entre os maiores carnavais do país. Em Rondônia, onde a tradição do carnaval é mais restrita a Porto Velho o Departamento Econômico da Federação do Comércio de Bens e Serviços do Estado de Rondônia estima que o carnaval deve movimentar cerca de R$ 420 milhões em todo o Estado. O presidente da Fecomércio/RO, Raniery Araujo, afirmou que “Este ano o carnaval, especialmente, em Porto Velho parece que tende a movimentar mais o comércio para os setores ligados ao turismo, mas, seus efeitos sobre alguns outros setores da economia não são benéficos pelo longo tempo de paralisação das atividades”, mesmo assim Raniery demonstrou otimismo em relação ao comércio em 2018 “Tudo indica que teremos um ano melhor. O movimento comercial se estabilizou, o que gera mais confiança e a confiança do empresário do comércio está em caiu, um pouco, 117,6 pontos, ou seja, 10,6% maior que a média nacional, o que mostra que continuamos acreditando mais num ano melhor”.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta