Expedito Netto reforça apoio ao impeachment da presidente Dilma

Em semana decisiva para o futuro do governo Dilma, o deputado federal Expedito Netto (PSD/RO) aproveitou para reforçar, por meio das redes sociais, sua posição favorável ao impeachment da presidente. O processo contra Dilma começou a andar no dia 18 de março, com uma sessão no plenário da Câmara dos Deputados. Agora, a Comissão Especial que analisa o pedido decide nesta segunda (11) se aprova ou não o parecer do relator, deputado Jovair Arantes (PTB/GO). Após a decisão, inicia-se o prazo de 48 horas para que seja votado pelo plenário da casa. A previsão é que até domingo a votação seja concluída.

O último posicionamento público do deputado federal Expedito Netto (PSD/RO) a respeito do impeachment da presidente Dilma Rousseff foi no dia 22 de março, quando o deputado enviou aos portais de Rondônia uma matéria analisando os últimos acontecimentos políticos e declarando apoio ao impeachment. “Fui um dos primeiros deputados do estado a declarar, publicamente, apoio ao impeachment por meio das redes sociais e sites de Rondônia.

Atualmente, as mídias sociais têm sido a melhor forma de comunicação. É um espaço que uso para prestar contas do meu trabalho e expor minha opinião. E ainda assim, converso com os jornalistas do estado sobre qualquer assunto. Todos sabem que minha posição sempre foi favorável ao  impeachment. Não fiquei em cima do muro em nenhum momento. Tenho minha posição declarada e de conhecimento dos rondonienses”, afirmou o deputado.

A declaração postada hoje foi motivada, segundo o parlamentar, depois que muitos jornais e eleitores alegarem que o deputado estaria demorando para se posicionar. Quanto a isso, Expedito foi categórico: “Os jornais de veiculação nacional apareceram, de uma hora para outra, querendo saber o meu posicionamento sobre o impeachment. Só que a minha prioridade é o estado de Rondônia e, para esses, sempre deixei claro minha posição favorável.

O povo rondoniense sabe disso”.

Mesmo fazendo parte de um partido da base do Governo, o PSD, Netto se mostrou firme ao posicionamento. “Respeito e admiro ainda mais o ministro das cidades, Gilberto Kassab, que entende e respeita a posição ideológica dos membros do partido”, explicou o deputado.

Na avaliação de Netto, os brasileiros também precisam continuar unidos e lutando contra a corrupção. “O povo brasileiro já mostrou insatisfação com o Brasil do jeito que está. Por isso, dá mesma forma que há o interesse para tirar a presidente do poder, precisamos continuar essa limpeza, exigindo a renúncia do vice-presidente, Michel Temer, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha”.

O deputado ainda fez duras críticas ao PMDB, que deixou a base aliada no final de março.

“Não acredito em um partido que esteve sempre ao lado da presidente e, em cima da hora, abandonou o barco. O PMDB ocupa diversos cargos do alto escalão por causa do PT, inclusive o cargo de vice-presidente. Por isso, se Michel Temer fosse fiel ao Brasil teria deixado o cargo no momento em que o partido saiu da base do Governo, como muitos fizeram. Mas não, preferiu continuar aproveitando as regalias”, e completou: “Hoje eu digo, só começaria a acreditar que o PMDB está realmente ao lado da população brasileira, se o vice-presidente entregasse o cargo. Seria um ato de nobreza. Todos que hoje figuram o topo do Governo têm culpa dessa massa falida que está o nosso país”, finalizou o parlamentar.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta