Fábio Jr. quer reduzir pensão de R$ 24 mil do caçula e questiona luxos da ex, Mari Alexandre

Apesar de, aparentemente, estarem vivendo uma maré de calmaria, Fábio Jr. e Mari Alexandre não são o tipo de casal que deixou o passado no passado. Pelo menos não financeiramente. E o cantor se arrependeu do acordo de pensão que assinou em 2011, no “calor das emoções”, como informam seus advogados num processo de revisão de valores.

Em nenhum momento Fábio Jr. se recusou a pagar a pensão ao filho de 8 anos que teve com a apresentadora. Por mês, ele desembolsa cerca de R$ 35 mil para sustentar o menino. Ele custeia a escola, cursos extras, plano de saúde, remédios, manutenção da casa em que Mari e o menino moram, em Alphaville, condomínio nobre de São Paulo, e ainda paga aproximadamente R$ 24 mil ao pequeno.

Após ter sido executado pela ex que pediu o pagamento retroativo de juros e correção da pensão alimentícia, Fábio entrou com ação impugnando o pedido e pedindo a revisão dos valores depositados, já que segundo a ação, Mari não presta contas do que é gasto mensalmente.

Advogados questionam trabalhos de Mari Alexandre Foto: reprodução/instagram

Na petição, os advogados, inclusive, sugerem que a ex-Garota do Fantástico estaria vivendo uma vida de luxo às custas de Fábio e citam as muitas viagens que ela faz dentro e fora do país, além de presença em eventos nos quais receberia cachês, sem arcar com qualquer despesa do filho único.

Fábio Jr pede que a pensão seja reduzida para R$ 8 mil e se compromete a continuar pagando as demais despesas com as quais já arca atualmente. A pendenga judicial já se arrasta há quatro anos. O cantor e Mari se divorciaram em 2010.

Viagens seriam custeada com pensão do filho Foto: reprodução/instagram

Fonte: extra.globo

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta