Internet

Facebook vai reduzir alcance de manchetes sensacionalistas

Facebook vai reduzir alcance de manchetes sensacionalistas

O Facebook anunciou nesta quarta-feira, 17, um novo recurso para evitar a propagação de notícias com manchetes sensacionalistas. Uma série de atualizações do feed de notícias da rede social pretende reduzir o alcance de matérias que exageram nas informações destacadas em suas chamadas. Por enquanto, a novidade só está disponível em inglês, mas a companhia espera expandir para outros idiomas em breve.

A empresa já havia feito um esforço na mesma direção em 2016, quando outra atualização reduzia o alcance de páginas e fontes que publicavam consistentemente notícias com essas características. A diferença, segundo o Facebook, é que agora serão levados em conta postagens individuais na análise, o que pode tornar o mecanismo mais preciso.

Outra mudança é que a equipe de engenheiros da rede social também vai dividir seus esforços para identificar duas categorias distintas de manchetes sensacionalistas. Então, a análise vai separar títulos que retém informações (você não vai acreditar no que essa garota viu quando olhou embaixo do sofá) dos que exageram fatos (WOW! Chá de gengibre é o segredo para viver para sempre. Você PRECISA ver isso!).

Por causa da atualização de 2016, o Facebook aprendeu que analisar separadamente os tipos de estratégia usadas para atrair clique é mais eficiente do que tentar fazer tudo simultaneamente. Com isso, uma equipe da rede social analisou centenas de milhares de manchetes e as dividiu entre as que ocultavam informação e as que exageravam. Foram identificadas frases que são comumente utilizadas em títulos sensacionalistas. Com esse critério, o Facebook pretende reduzir esse tipo de chamada do feed de notícias, mais ou menos como os filtros anti-spam funcionam nos serviços de e-mail.

Impacto. O Facebook também alerta que a maior parte das páginas não verá mudanças na distribuição de suas publicações no Feed de Notícias depois da atualização. No entanto, aquelas que usam o recurso sensacionalista devem esperar um alcance mais baixo. A empresa também informa que se uma página deixar de postar manchetes sensacionalistas, o alcance de suas publicações voltará ao normal.

Fonte: estadao.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article URGENTE: Dono da JBS gravou Temer dando aval para comprar silêncio de Cunha, diz jornal
Previous article TRF4 não conhece habeas corpus da defesa de Lula que pedia suspeição de procuradores

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta