Falta de vigilância nas escolas aumenta aumenta briga entre alunos; video

A briga ocorrida na escola Estadual Eduardo Lima e Silva, registrada na tarde da última segunda-feira em Porto Velho, que terminou com um estudante esfaqueado por um estilete não é um fato isolado e vem se repetindo rotineiramente e agravou após a suspensão do contrato de vigilância que a SEDUC mantinha. De acordo com pais de alunos, a briga ocorrida na segunda-feira continuou fora da escola e a Polícia não chegou para apaziguar, o que resultou no ato de violência.

Um vídeo postado no Facebook nesta terça-feira mostra a confusão generalizada dentro da escola e a total falta de controle por parte da direção e professores. Um homem, vestindo uma camiseta azul que ainda não foi identificado, chega a ser agredido pelos estudantes que tumultuam todo o pátio, seguindo para dentro de uma sala de aula. Em nenhum momento percebe-se a presença de membros da direção, professores ou qualquer pessoa que intervenha na situação.

De acordo com informações do Conselho Tutelar cerca de 30 grupos de menores, que se intitulam “equipes” já foram identificados na zona sul da capital. Eles são responsáveis pela maioria dos incidentes registrados nas escolas. Alguns estariam sendo monitorados pela polícia.

Veja o vídeo da confusão dentro da escola:

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta