Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Família ia registrar ocorrência de roubo de celular quando bandidos atacam e matam irmão da vítima

0

Criminosos reconheceram a vítima, perseguiram a família e irmão mais velho morreu com um tiro na cabeça

Um menino de 14 anos estava indo para a escola a pé, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, na manhã desta quarta-feira (19), quando foi assaltado por dois homens em uma moto no caminho para a escola. O menino chegou em casa e contou o que tinha acontecido para o pai, que resolveu levá-lo à delegacia para registrar a ocorrência.

No caminho, a família estava de carro, passando pela mesma rua onde o menino foi assaltado, e os criminosos, que continuavam no local, reconheceram o garoto. Um dos assaltantes atirou, mas acabou errando os tiros e o pai arrancou com o carro e fugiu. Mas, eles se reencontraram, de novo, em outra rua e, dessa vez, só um dos bandidos estava de moto. O criminoso jogou a moto contra o carro e desceu atirando.

“Ele veio, deu uns disparos em cima da gente, mas a gente fugiu por uma outra rua. Quando chegamos na rua, a gente se deparou com ele de frente, de novo. Ele já estava sozinho”, contou o menino.

A família saiu do carro para tentar se proteger, mas, o irmão do menino que tinha sido assaltado, Wendell de Arruda Vasconcelos, de 20 anos, levou um tiro na cabeça e não resistiu aos ferimentos.

“Perdi meu filho por um celular. Nós sofremos, eu que tive perda. Celular se compra outro, mas e a vida? E o meu filho, que eu criei 20 anos? Vinte anos pra agora nada? Se vai ser preso, vai durar um, dois, três meses e daqui a pouco está na rua”, lamentou o pai, que preferiu não ser identificado.

O pai foi atingido por três tiros: um na boca e outros dois que pegaram de raspão na orelha e no braço. Ele foi levado para o hospital. O filho mais novo, que tinha sido assaltado, não foi atingido.

G1/RJ

Comentários
Carregando