Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Família inteira é presa por prática de abuso de menores em Cuiabá (MT)

0

Um caso chocou a população de um dos maiores bairros de Cuiabá, onde uma família inteira é acusada de praticar abusos contra outras três menores na região do Pedra 90, Cinturão Verde.

O caso só teve repercussão depois que a mãe de uma das vítimas do abuso ficou sabendo dos detalhes, de que a menina de 12 anos e mais duas amigas também da mesma idade teriam sido aliciadas e obrigadas a realizar desejos e vontades dos agressores e resolveu ir até a polícia fazer a denúncia.

A polícia foi até a casa indicada pela vítima e nela foram contatados os moradores da residência, pelo suspeito e patriarca da família Arceu Hartzcozf, 64 anos, a esposa Maria Pedrosa da Silva Hartzcozf, 58 anos, e o filho do casal, Marcos Leandro Hartzcozf, 35 anos.

Todos os homens da família foram apontados por terem cometido os abusos contra as garotas e que Arceu, seria o ‘cabeça’ das ações. Ainda no depoimento disseram também que ele possuía uma arma e que as ameaçavam a todo o momento em matar suas famílias caso não fizessem o que era pedido a elas.

Segundo uma das vítimas aliciadas, para tentar assegurar que as garotas se mantivessem caladas a prática de repassar quantias em dinheiro era a forma mais comum usada por eles.

Maria Pedrosa da Silva Hartzcozf, esposa e mãe dos acusados, foi apontada por saber de toda história e ainda ser responsável por aliciar e cativar as garotas com presentes e lanches, uma forma habitual de tentar cativar e ganhar a confiança de todas elas.

Dentre os depoimentos mais chocantes, foram relatados ainda que pelo menos 14 meninas entre 10 e 14 anos frequentavam o lugar e que até mesmo uma bebê de dois anos de idade levada por outras 4 irmãs, teria sido abusada pelo próprio Arceu Hartzcozf.

Em um celular, confiscado pelos oficiais da PM, foram encontrados fotos e vídeos das crianças nuas, sendo algumas delas as quatros irmãs mencionadas anteriormente nos depoimentos.

Em uma vistoria no local, foram encontradas várias munições e uma espingarda calibre 36 e uma quantia significativa em dinheiro, R$850,00.

Diante das provas e dos depoimentos obtidos pelos policiais, a família foi levada para a central de flagrantes onde podem responder pelos crimes de uso ilegal de arma de fogo e abuso de menores.

Fonte: 24horasnews

Comentários
Carregando