fbpx
Famosos se manifestam contra decisão de juiz após liberação de homem que ejaculou em mulher em ônibus

Giovanna Ewbank, Fernanda Souza, Preta Gil, João Gordo e tantos outros famosos usaram suas redes sociais para se manifestar contra a decisão do juiz José Eugenio do Amaral Souza Neto de soltar o homem que ejaculou em uma mulher dentro de um ônibus na Avenida Paulista, no Centro de São Paulo, na terça-feira (29).

Na decisão, embora afirme que “o ato praticado é grave”, e destaque o “histórico desse tipo de comportamento” do rapaz, o juiz diz não ver “constrangimento tampouco violência” e, por tal razão, defende que o crime “se amolda à contravenção e não estupro”.

“Entendo que não houve constrangimento tampouco violência ou grave ameaça, pois a vítima estava sentada em um banco de ônibus, quando foi surpreendida pela ejaculação do indiciado”, aponta o texto.

A frase usada pelo juiz causou revolta e foi usada nos posts de diversos artistas, que rebateram a decisão. “Constrangimento é a sua decisão sr. Juiz! Será que tem mãe, irmã, filha?”, questionou Sthefany Brito em mensagem no Instagram. “Queria postar uma foto linda e feliz, mas está difícil! Pra onde a humanidade está caminhando? Isso ai pode ser chamado de qualquer coisa, menos juiz”, lamentou Thaila Ayala.

Julia Lemmertz dispensou legenda e postou uma frase compartilhada por outros famosos: “Nosso país trata como tabu amamentar em público, mas quando ejaculam em uma mulher no ônibus, o juiz considera que ‘não houve constrangimento'”.

Absolutamente normal !

Uma publicação compartilhada por velho ranzinza (@jgordo) em

E isso é constrangedor…. Acordem Josés!

Uma publicação compartilhada por Rafa Brites (@rafabrites) em

E isso é constrangedor…. Acordem Josés!

Uma publicação compartilhada por Rafa Brites (@rafabrites) em

Fonte: g1.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta