Fecomércio faz parceria com TCE-RO para divulgar “OPINE AÍ”

Sistema Fecomércio/Sesc/Senac/IFPE fará campanha para estimular seu público interno, empresários e o cidadão a utilizar o aplicativo, destinado a manifestações quanto à prestação dos serviços públicos.

Na segunda-feira (9), no auditório Francisco Teixeira Linhares, o presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia-FECOMÉRCIO/RO, Raniery Araujo Coelho, recebeu uma equipe do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RO), liderada pelo técnico Massud Badra Neto, para apresentar uma novidade tecnológica que tem apoio e participação do Poder Judiciário de Rondônia. Trata-se do aplicativo “Tô no Controle – Opine aí”, que integra o portal Tô no Controle. Voltado ao cidadão, possibilita sua atuação de modo ainda mais ativo no controle dos gastos públicos. O dispositivo eletrônico, que foi idealizado pelo TCE/RO, conta com o apoio de instituições públicas e privadas. Além do TJRO, integram a ferramenta o Governo do Estado, o Ministério Público estadual (MPRO), a Defensoria Pública do Estado, a Ordem dos Advogados do Brasil – Rondônia (OAB/RO), e a própria Federação do Comércio de Rondônia (Fecomércio), que afirmou o seu apoio ao TCE em promover o aplicativo por meio de uma maior publicidade.

Na ocasião foram definidos uma aproximação maior entre as unidades de comunicação das duas entidades para realizar um trabalho conjunto de divulgação. O aplicativo “Opine aí”, que já está disponível ao cidadão, permite que qualquer pessoa se manifeste sobre os serviços públicos prestados, representando, assim, um avanço significativo para a melhoria da gestão pública no que tange à participação, proteção e defesa dos direitos dos usuários dos serviços públicos. Para baixar a ferramenta gratuitamente basta acessar o Google Play (acesse aqui) – para equipamentos Android e, no campo para pesquisa, digitar “Opine aí” ou “TCERO”.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Participe do debate. Deixe seu comentário