Economia

Fecomércio-RO assina no Peru Acordo de Cooperação Internacional

Fecomércio-RO assina no Peru Acordo de Cooperação Internacional

O acordo é um marco histórico na relação comercial entre Rondônia e o Peru

O presidente da Fecomércio-RO, Raniery Coelho, em Lima, no Peru, um Acordo de Cooperação com a Capebras – Câmara Binacional de Integración Comercial, permitindo, a partir de agora, a solidificação do mercado entre os dois Países e colocando Rondônia como protagonista da relação comercial dentre os estados da região Norte. O acordo é um marco histórico na relação comercial com o Peru.

“Trabalhamos muito para chegar até aqui. No País, apenas a Federação das Indústrias de São Paulo, a Fiesp, possui esse acordo com a Capebrás. O acordo dará um grande impulso nas relações comerciais entre empresas dos dois países, dando mais celeridade entre as ações de importação e exportação, o que certamente vai baratear no custo final dos produtos”, salientou.

Raniery enfatizou não somente a importância do acordo, mas, sobretudo, a atuação da Capebrás, que nestes 30 anos tem consolidado o apoio ao empresário e projetando seus produtos no mercado internacional. “Isso só aumenta nossa responsabilidade porque a partir de agora nosso trabalho e importância ganham nova dimensão na potencialização das exportações e importações do Estado de Rondônia”, observou.

A assinatura do Acordo de Cooperação ocorreu na Embaixada do Brasil, em Lima com a presença de autoridades do comércio e relações exteriores dos dois países, empresários brasileiros e peruanos, entre o presidente Raniery Coelho, o embaixador do Brasil no Peru, Marcos Raposo Lopes, e o presidente da Capebras, Miguel Veja Alvear.

Na comitiva rondoniense estava presente o empresário Pedro Rack, de Ji-Paraná, representando a empresa Rical. O empresário participou de algumas reuniões de negócios com importadores de cereais e conheceu de perto o potencial de negócios para importação ofertados pelo mercado peruano como pescados enlatados, azeitonas, azeite de oliva, alho, dentre outros produtos.

A empresa Vitasal também enviou representantes e tem interesse em fazer parte desse promissor comércio com o Peru. A Vitasal apresentou seus produtos da linha de rações para nutrição animal bovina e demonstrou interesse na importação do fosfato bi-cálcio para a melhoria da qualidade de suas rações.

A farinha de peixe peruana também entrou na pauta de negociações pois é de excelente qualidade e pode ser a fonte de proteína nas indústrias de ração para piscicultura rondoniense.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Next article MP não precisa de denúncia para agir contra agressão doméstica, fixa STJ
Previous article Cleiton Roque indica necessidade de caminhonete para Ciretran de Parecis

Related posts

0 Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Você pode ser o primeiro a comentar esta postagem postar comentário!

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta