Fecomércio-RO avalia, dia dos namorados terá vendas aquecidas pelo FGTS

No Brasil, o Dia dos Namorados de 2017 deve levar 61% dos brasileiros às compras.

Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) em toda as capitais, que estimou que cerca 92 milhões de brasileiros devem presentar alguém neste 12 de junho, uma injeção de cerca de R$ 11,5 bilhões. Mas, os gastos não devem aumentar na comparação com o ano passado. Apenas 9% desses consumidores disseram que vão gastar mais com os presentes.

A maior parte (32%) planeja gastar o mesmo que em 2016, enquanto 24% pensam em diminuir. Os consumidores indecisos somam 16%. A principal justificativa para 44% dos entrevistados que vão gastar menos no Dia dos Namorados é uma situação financeira ruim, com orçamento apertado (44%). Entre a minoria, que pretende aumentar os gastos com presentes, o desejo de comprar um produto melhor (56%) e o encarecimento dos presentes (40%) são os mais mencionados. Apenas 8% disseram que vão gastar mais porque tiveram melhoria na renda.

RONDÔNIA

No entanto, quando se observa a economia rondoniense, que tem uma previsão de movimentação de cerca de R$ 680 milhões no período, se constata que, com toda a incerteza política, se vive um certo clima de otimismo em torno das vendas do Dia dos Namorados. Uma das razões é de que a última etapa de antecipação do saque das contas inativas do FGTS, que começa neste sábado (10.06). A liberação caiu como uma luva para lojistas e comerciantes rondonienses que já estão anunciando em todos os centros comerciais do Estado suas promoções de vendas. Também aumenta o otimismo o fato de que o governo estadual vai liberar uma parte do 13º no dia 30 de junho.

Segundo o presidente da Fecomércio-RO, Raniery Coelho, o Dia dos Namorados é uma das principais datas de importância para o comércio, após as festas de final e ano, Dia das Mães e a Páscoa. “Certamente o saque do FGTS é a maior aposta dos lojistas para aumentar suas vendas. Os lojistas estão motivados e preparados aguardando os consumidores com os melhores produtos e serviços para surpreender a clientela.

A Confederação do Comércio (CNC) estima um aumento do volume das vendas, para o Dia dos Namorados de 2017, de 2,5%, em relação a 2016. Já o Departamento de Econômico da Fecomércio estima que, em Rondônia, este crescimento será de cerca de 3,4%, mas, pode surpreender e ser maior ainda.

Fecomércio-RO avalia, dia dos namorados terá vendas aquecidas pelo FGTS
Fecomércio-RO avalia, dia dos namorados terá vendas aquecidas pelo FGTSFecomércio

 

News Reporter
Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

Deixe uma resposta