Fernandinho Beira- Mar está novamente em Rondônia

Um dos mais perigosos bandidos do Brasil está no Presídio Federal em Porto Velho desde o ano passado

[su_frame align=”right”] [/su_frame]Luiz Fernando da Costa, mais conhecido como Fernandinho Beira-Mar está preso novamente em Porto Velho. Ele havia sido transferido para Rondônia em 2012, em 2013 foi encaminhado para Catanduvas (PR) e no final do ano passado voltou para Porto Velho. Ele está preso sob Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) e constantemente é transferido entre as unidades prisionais federais.

Fernandinho Beira-Mar foi criado na Favela Beira-Mar, em Duque de Caxias.

Aos 20 anos, Fernandinho foi preso por assalto e condenado a dois anos de prisão. Chegou a furtar armas pesadas do Exército e de vendê-las para traficantes do Rio. Cumpriu a pena e, ao sair, voltou a morar na Favela Beira-Mar. Ali, aos 22 anos, tornou-se um dos “cabeças” do tráfico local.

Conseguiu adquirir pistolas automáticas (glock) dentro da penitenciária Bangu I e executou o desafeto UÊ, líder do Terceiro Comando, o que inspirou a cena no começo do filme Tropa de Elite 2. Está preso desde o ano de 2002. Desde aquela data até 2008 foi sendo transferido constantemente, de presídio em presídio, devido ao fim do regime especial de prisão e de decisões da justiça.

Em dezembro de 2010, durante a ocupação do Complexo do Alemão, foram encontradas cartas atribuídas a Beira-Mar, possivelmente enviadas da prisão, em Mato Grosso do Sul. Nessas cartas, o prisioneiro sugere que seus comandados se aliem às milícias do Rio de Janeiro e organizem sequestros de autoridades para trocá-las por milicianos que se encontrem presos. Com base na apreensão das cartas, é possível que Beira-Mar volte a ser enquadrado no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD).

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta