• Homepage
  • >
  • Notas
  • >
  • Fiero jogou fora quase R$ 3 milhões em imóvel que está abandonado

Fiero jogou fora quase R$ 3 milhões em imóvel que está abandonado

Notas exclusivas de Painel Político

Em novembro de 2015, a coluna PAINEL POLÍTICO mostrou que a FIERO, aquela entidade que reúne industriais sem indústria de Rondônia, cujo maior feito tem sido.. o que mesmo? comprou por R$ 2 milhões a casa do empresário Antônio Silva, o Toninho da Silvacar, que fica na esquina da Brasília com Abunã, para construir sua sede.

Só que a casa ficou à venda, durante anos, por R$ 1,2 milhão e ninguém comprava porque quem conhece minimamente de mercado sabe que com esse valor é possível comprar imóveis bem maiores na região central de Porto Velho. Na mesma época, com pompa, a Fiero anunciou que “iria reformar o imóvel” e que seriam “aplicados” cerca de R$ 1,5 milhão, ou seja, com R$ 3,5 milhões dava fácil para comprar um prédio pronto.

Enfim, como fazer negócio parece que não é o forte da turma da Fiero, eles resolveram abandonar a obra. O imóvel está sendo tomado pelo mato, coberto com tapumes e completamente abandonado. Mas ai alguém vai falar, “mas não é dinheiro público” e ai eu respondo, é sim. Ou você acha que são as “indústrias” de Rondônia que estão financiando a Fiero?

Os recursos, e não são poucos, são repassados via CNI, que por sua vez recebe recursos de entidades patronais e claro, dá uma beliscada (grande) nos cofres da União.

A FIERO defende o verde…quase uma entidade ambientalista

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet