Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Folha afirma que Confúcio perdeu 2 milhões durante o mandato

0

Em reportagem intitulada “Saiba quais são os oitos governadores que ficaram ‘mais pobres’ no mandato”, o jornal Folha de S. Paulo, com texto de Diógenes Campanha, elencou oito governadores brasileiros que, durante o mandato, teriam ficado mais ‘pobres’.

O governador de Rondônia Confúcio Moura, do PMDB, teria tido o maior déficit patrimonial entre os citados. Segundo a publicação, o peemedebista teria declarado à Justiça Eleitoral, na campanha anterior, bens avaliados em R$ 8,5 milhões. Já este ano, a subtração: Confúcio declarou patrimônio total de R$ 6,5 milhões. “Segundo sua assessoria, o governador de Rondônia é dono de dois hospitais, e a redução de R$ 2 milhões se deve ao fato de ele ter parado de trabalhar como médico durante o mandato”, menciona a notícia da Folha.

Tomando a informação como verdadeira, ele teria deixado de receber mais de R$ 41 mil por mês durante os quatro anos de mandato. Mesmo assim, Moura ainda é, disparado, o governante mais “bem de vida” se comparado aos demais nomes trazidos na matéria.

Veja abaixo a lista completa de governadores que “empobreceram”:

Rondônia: Confúcio Moura (PMDB) – de R$ 8,5 milhões para R$ 6,5 milhões

Santa Catarina: Raimundo Colombo (PSD) – de R$ 1,8 milhão para R$ 1,4 milhão

Distrito Federal: Agnelo Queiroz (PT) – de R$ 1,1 milhão para R$ 906 mil

Rio Grande do Sul: Tarso Genro (PT) – de R$ 2,9 milhões para R$ 2,7 milhões

Roraima: Chico Rodrigues (PSB) – de R$ 1,9 milhão para R$ 1,7 milhão

Acre: Tião Viana (PT) – de R$ 551 mil para R$ 476 mil

Rio de Janeiro: Luiz Fernando Pezão (PMDB): de R$ 271 mil para R$ 252 mil

Espírito Santo: Renato Casagrande (PSB): de 564 mil para R$ 555 mil

 

Fonte: Folha

Comentários
Carregando