Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Fracassadas, buscas por avião que caiu há 2 anos no Índico devem ser suspensas

0

Boeing 777 da Malaysia Airlines que transportava passageiros do Voo MH 370 em direção a Pequim caiu com no Ocano Índico com 239 pessoas a bordo

A operação de buscas por destroços do avião da Malaysia Airlines que caiu no Oceano Índico há dois anos devem ser suspensas por tempo indeterminado por ausência de novas evidências, anunciaram ministros dos três países responsáveis pela condução dos trabalhos, nesta sexta-feira (22).

“Apesar de todo esforço envolvido na operação de buscas, as chances de encontrar a aeronave são cada vez menores”, diz o comunicado assinado pelo malaio Dato’ Sri Liow Tiong Lai, pelo australiano Darren Chester e pelo chinês Yang Chuantang.

Lai assegurou que a suspensão não deve necessariamente ser o fim das buscas pelo avião responsável pelo voo MH 370, mas reiterou que são mínimas as chances de se encontrar algo nos últimos dez mil quilômetros quadrados ainda não vasculhados.

“A Austrália e a China decidiram coletivamente suspender as buscas após percorrerem 120 mil quilômetros quadrados”, afirmou o ministro malaio dos Transportes, Liow Tiong Lai. Ele ainda disse que o mau tempo e os equipamentos danificados, encontrados na costa leste da África, prejudicam a busca pelo restante dos destroços do avião. Em dois anos, foram poucos os avanços na solução do caso.

Mistério da aviação

O Boeing 777 da Malaysia Airlines desapareceu em 8 de março de 2014, quando fazia a rota entre entre Kuala Lumpur e Pequim. Investigadores acreditam que o avião tenha saído da rota, rumado a Oeste e caído no Oceano Índico, a oeste da Austrália, onde as buscas se concentraram ao longo de dois anos. Partes da aeronave foram encontradas em Moçambique, na África, e na “Ilha do Kangoroo”, na Austrália.

Entre os 239 passageiros e tripulantes a bordo, 150 eram chineses e 38 malaios. Também havia na aeronave cidadãos da Índia, Taiwan, Austrália, França, Estados Unidos, Indonésia, Nova Zelândia, Ucrânia, Canadá, Rússia, Itália, Holanda e Áustria.

Comentários
Carregando