fbpx
Funaro diz que Temer autorizou caixa 2 por telefone

Em seu acordo de delação premiada, o corretor Lúcio Funaro disse que presenciou em 2012 um telefonema no qual o então vice-presidente Michel Temer autorizou pagamentos eleitorais (caixa 2) como um “pedágio” por liberação de recursos da Caixa Econômica Federal. As informações são do jornal “Folha de São Paulo“.

As declarações do corretor constam no relatório da Polícia Federal que investigou uma suposta quadrilha do “PMDB da Câmara”. De acordo com a PF, em determinado momento de negociações com Funaro para liberação de recursos de um fundo público, o empresário Henrique Constantino, da companhia aérea Gol, pediu provas de que os recursos destinados à campanha de Gabriel Chalita (PMDB-SP) à Prefeitura de São Paulo, em 2012, seriam de fato um pedido de Temer.

Fonte: otempo.com

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta