Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Funcionário da Umanizzare é preso em Manaus; diretor da Compaj é exonerado

0

Não foi a primeira vez que um funcionário da empresa é detido por envolvimento em crimes

O Antagonista informa que o agente de socialização da Umanizzare no Anísio Jobim, Iolando Pereira foi preso ontem pela polícia de Manaus suspeito de dar apoio a um grupo de assaltantes.

Não foi a primeira vez que um funcionário da empresa é detido por envolvimento em crimes.

Em março de 2014, Jacson Soares dos Santos, que trabalhava na lavanderia do presídio de Barra do Grota, foi preso vendendo celulares a presos.

Em maio do ano passado, Adenilson Celestino também foi detido negociando drogas e celulares a detentos do mesmo presídio. Em sua ficha criminal, Celestino já tinha cinco condenações, quatro por furto e uma por receptação.

Diretor é exonerado

O governador José Melo exonerou o diretor interino do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), José Carvalho da Silva, acusado de receber propina da Família do Norte para facilitar a entrada de drogas, armas e celulares na penitenciária.

Carvalho foi acusado por dois internos que morreram na carnificina. Gezildo Nunes da Silva e Alciney Gomes da Silveira escreveram cartas à Justiça do Amazonas, em 14 de dezembro, em que falavam de perseguição por parte do diretor.

“Querem nos tirar [da ala segura do presídio] só pelo fato de nós internos sabemos (sic) que eles são corrupto e recebem dinheiro da facção FDN, facilitando a entrada de armas, drogas, celulares”, diz um trecho da carta reproduzida pelo G1.

Comentários
Carregando