Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Funcultural e ex-ferroviários vistoriam estado das peças da Estrada de Ferro

0

A Funcultural, juntamente a uma comitiva de ex-ferroviários, realizou na última quarta uma vistoria da situação de parte do acervo da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré (EFMM), o qual se encontra acondicionada num galpão da Prefeitura, no Bairro Lagoinha. José Bispo de Morais, presidente da Associação do Ex-Ferroviários da Madeira-Mamoré, disse que o interesse da comitiva nessa visita foi o de saber como estão sendo guardadas as peças, porque eles se interessam em trabalhar pela reativação da EFMM. “Por nossa vontade elas teriam ficado próximas à Estrada, no galpão do Prédio do Relógio, mas houve reclamações e a Funcultural resolveu transferi-las para cá. Preferíamos que fosse feita uma cobertura no pátio daquele prédio e as peças retornassem para lá, mas sabemos que isso não é possível agora, assim, aguardamos para ver como as coisas vão se encaminhar”, disse o presidente.

Flávio Morais, diretor do Departamento de Artes e Cultura (DAC/Funcultural) , disse que a visita da comissão de ex-ferroviários faz parte da estratégia da Prefeitura em trabalhar em cooperação com a Associação dos Ex-Ferroviários. “Nós fizemos questão de que eles vissem como as peças estão sendo guardadas. Desde a recuperação de cada peça até a constituição do inventário final de todo o acervo da EFMM, queremos contar com a ajuda deles. Eles são memória viva da EFMM e sabem como ninguém a função de cada uma dessas peças e como elas se integram ao conjunto patrimonial”, informou o técnico da Funcultural.

As peças da EFMM estavam guardadas no pátio do Prédio do Relógio, mas ocorreram reclamações por estarem sujeitas às ações do clima. Atendendo a esse apelo, a Funcultural as removeu provisoriamente para o galpão do Bairro Lagoinha. A parte superficial de limpeza já foi realizada e agora é aguardada a nova remoção para o galpão definitivo, onde funcionará também uma oficina para a realização dos procedimentos de limpezas mais detalhadas e de recuperação de cada peça. O novo galpão, que atualmente está em processo de locação, situa-se à Rua Panamá com Alexandre Guimarães. Sua área é de 3.600m². A locação será pelo período de um ano, tempo em que devem acontecer as ações de recuperação. “Também está em processo de licitação a contratação de uma empresa para atuar junto à Associação dos Ex-Ferroviários no inventário das peças. Tudo será catalogado e com isso realizaremos um grande levantamento da quantidade real de todos itens do acervo da EFMM. Já temos recursos disponíveis para tudo isso e a contratação dessa empresa é esperada ainda para o mês de abril”, finalizou Flávio Morais.

Fonte: Tudo Rondônia.

Comentários
Carregando