Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

FUNSPRO tem nova diretoria

0

O policial civil Tito Paz foi eleito presidente da entidade

No dia 02 de maio de 2015, foi eleita a nova Diretoria da Federação Unitária dos Trabalhadores no Serviço Público no Estado de Rondônia (FUNSPRO), tendo ficado como Presidente o Policial Civil Tito Paz, que já estava na presidência da FUNSPRO desde o mês de outubro de 2014, em função de uma decisão judicial da Justiça do Trabalho, que afastou a diretoria presidida pelo ex presidente Anildo Prado, que ocupava a presidência desde a fundação da federação em 1991, portanto, há 23 anos.

Porém, no último dia 02 de maio, em congresso da federação, realizado no auditório do Hotel Vila Rica, em Porto Velho, com a participação de sindicatos filiados, foi eleita a diretoria na forma estatutária, para uma mandato de quatro anos.

A FUNSPRO, que foi fundada em 1991 por 11  sindicatos de servidores públicos e uma associação de servidores públicos, tem como base territorial o Estado de Rondônia e abrange os servidores públicos estaduais e municipais.

Atualmente estão filiados na FUNSPRO, 8 sindicatos e uma associação, SINTERO, SIMPORO, SINSDET (DETRAN), SINDIPEM (IPEM), SINDSEM (JI-PARANÁ), SUNSEMUC (CACOAL), SEMG (GUAJARÁ MIRIM), SINSEPUMA (MINISTRO ANDREAZZA), e a ASSOCIAÇÃO DOS POLICIAIS CIVIS DO ESTADO DE RONDÔNIA – ASPOL/RO, da qual Tito Paz também é presidente.

A maioria dos sindicatos que fundaram a FUNSPRO, ao longo desses 23 anos sob a presidência de Anildo Prado, foram se desfiliando em razão da inoperância do mesmo.  Assim, o grande desafio da nova diretoria será trazer os sindicatos que se desfiliaram de volta para a FUNSPRO e filiar os demais sindicatos de servidores públicos municipais. Para tanto, Tito Paz, fará parceria com a Confederação dos Servidores Públicos do Brasil – CSPB, visando implementar um programa de trabalho que venha ajudar as diretorias dos sindicatos, iniciando com a capacitação de dirigentes sindicais e a prestação de suporte técnico para as negociações salariais.

Masbdesde que assumiu a presidência da FUNSPRO por ordem judicial, Paz já enfrentou três ações judiciais com pedido de liminar pelo seu afastamento da presidência da FUNSPRO, uma ingressada pelo presidente afastado, Anildo Prado e duas por Claymilton Alves, que está há 25 anos na Presidência do SIMPORO; e Nereu Klosinski,que há mais de 20 anos vem se mantendo na diretoria do SINTERO. Os três, derrotados nas três ações.

Tito Paz entende que essas duas ações judiciais ingressadas pelo Sr. Nereu Klosinski, trata-se de ato isolado do mesmo, sem refletir o pensamento do Presidente do SINTERO, Manoel Rodrigues da Silva e dos demais membros da diretoria e filiados do SINTERO.

Enfim, a nova diretoria da FUNSPRO anuncia novos tempos para os servidores públicos, que terão uma entidade sindical de segundo grau para apoiar os sindicatos e os servidores públicos em geral, bem como para marcar posição frente aos acontecimentos políticos no Estado e na União, e de oportuno, a FUNSPRO, conforme decido no Congresso do dia 02/05/2015, repudia o voto dos 05 (cinco) deputados federais de Rondônia que votaram pela aprovação da terceirização das atividades fim, sendo eles, Mariana Carvalho, Lindomar Garçon, Nilton Capixaba, Luiz Claudio e Expedito Neto. A deputada Mariana Carvalho, na primeira oportunidade, confirmou que foi eleita deputada federal a custo de milhares de reais, custeados por seu pai, apenas para defender os interesses da faculdade de sua família.

Comentários
Carregando