Garota de programa é presa por comandar esquema de furtos a residências

Segundo delegado seccional de Sorocaba, investigação chegou ao trio após quatro meses de trabalho. Grupo ostentava vida de luxo nas redes sociais

Uma jovem de 22 anos foi presa pela Polícia Civil em Sorocaba (SP) suspeita de organizar uma série de furtos a casas de alto padrão na região. Ela e dois amigos foram detidos na madrugada desta quinta-feira (6).

De acordo com o delegado seccional, Marcelo Carriel, o trabalho de investigação durou cerca de quatro meses. Os criminosos tinham como alvo casas vazias, onde conseguiam furtar joias, aparelhos eletrônicos e dinheiro. A defesa dos suspeitos não foi localizada.

Alguns objetos furtados na região de Sorocaba foram recuperados pelos investigadores (Foto: Carlos Dias/G1)

“Eles tocavam a campainha, viam que não tinha ninguém e arrombavam, ou até pulavam os muros. Em alguns casos, suspeitamos que pessoas que conheciam a família passavam informações privilegiadas, porque iam direto no que tinham interesse: pertences caros”, explica.

Polícia acredita que jovem postava fotos nas redes sociais com produtos que furtava (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Os investigadores monitoraram as redes sociais de Bruna Antunes Aguilar, de 22 anos, que é garota de programa, e de dois amigos: Robson da Silva Aguiar, 18, e Bruno Felipe da Silva, de 19 anos. O trio ostentava uma vida de luxo na internet, postando fotos em boates com bebidas caras.

Após um mandado de prisão preventiva, os policiais foram até a casa da jovem e encontraram parte dos objetos furtados, além de duas armas. O restante de itens havia sido escondido nas casas dos comparsas, inclusive uma moto, um carro e R$ 80 mil em dinheiro.

“Ela mantinha a atividade com os dois [amigos] paralela com os programas. Então ela não roubava os clientes, mas tinha uma vida de ostentação, possivelmente com a renda obtida pela venda de todos os objetos”, diz o delegado.

Bruna e os comparsas foram detidos e apresentados hoje em Sorocaba (Foto: Carlos Dias/G1)

Ainda segundo o delegado, sete furtos foram confirmados em Sorocaba, Capela do Alto e Tatuí, e os investigadores tentam identificar a participação dos criminosos em outras ações flagradas por câmeras de segurança.

Bruna deve responder por posse ilegal de arma de fogo, associação criminosa e furto. Os amigos vão responder por furto e associação criminosa.

As joias e aparelhos apreendidos estão no 3 distrito policial de Sorocaba e apenas algumas vítimas prestaram depoimentos.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta