Garoto que bateu em professora está foragido após Justiça determinar internação

O Ministério Público já dá como foragido o garoto de 15 anos que agrediu uma professora em uma escola de Indaial (SC).

Na sexta-feira, a Justiça aceitou um pedido da promotora Patrícia Tramontin e determinou que o jovem seja recolhido a um centro de cumprimento de medidas socioeducativas durante o processo judicial. Ao cumprir a ordem de busca e apreensão, entretanto, o oficial de justiça não encontrou o garoto. A informação do Ministério Público é de que ele fugiu.

Ainda assim, o processo transcorrerá normalmente. O adolescente e testemunhas serão convocados para depor à juíza do caso nos próximos dias. Por lei, a decisão final deve sair em até 45 dias úteis após o início do processo. O Estatuto da Criança e do Adolescente prevê um tempo máximo de internação de três anos.

O rapaz já é reincidente e tem três passagens anteriores na polícia por agressão.

Entrevista

Em entrevista ao programa Fantástico, da TV Globo, o jovem  que agrediu a professora afirmou estar arrependido.

“Isso não deveria ter acontecido. Quero mostrar pras pessoas que não sou um monstro”,  afirmou. O garoto disse também que foi xingado pela professora antes da agressão.

Soco

O ataque do aluno à professora Marcia Friggi ocorreu há uma semana. Após ser repreendido por não colocar o livro sobre a mesa, o estudante xingou a professora e foi expulso de sala. Ao acompanhá-lo até a diretoria, Marcia foi agredida por ele com tapas e um soco. Ela teve ferimentos no rosto e foi atendida em um hospital da cidade, mas liberada no mesmo dia.

Em uma postagem no Facebook logo após o episódio, a professora se disse “dilacerada”.

Fonte: gazetadopovo

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta