fbpx
Gatos domésticos são responsáveis por 8% das extinções de répteis, aves e mamíferos

Gatos são bonitos, donos de seus criadores e da internet, mas um verdadeiro pesadelo para a natureza, segundo uma série de estudos que os implicam em 8% dos perigos de extinção de espécies de aves, répteis e mamíferos. É muito para bichinhos tão fofos.

A acusação é feita por uma série de artigos, reunidos recentemente pela escritora Abigail Tucker, autora do livro The Lion in the Living Room: How House Cats Tamed Us and Took Over the World (O Leão na Sala de Estar: Como Gatos nos Domesticaram e Dominaram o Mundo, em tradução livre). O principal argumento de Tucker é que gatos, assim como pombas e ratos, se multiplicaram por causa de humanos. Ao comerem restos de nossas comidas, eles são capazes de infestar ambientes onde normalmente não teriam alimento para sobreviver.

Mas, ao contrário de cachorros, que se tornaram animais essencialmente domésticos, gatos mantiveram quase intacta sua natureza selvagem. Por isso, mesmo se alimentando de ração ou lixo de humanos, eles continuam como caçadores muito habilidosos. Um estudo do Instituto Smithsoniano de Conservação Ambiental aponta que gatos domésticos comem entre 1,3 a 4 bilhões de aves, e entre 6,3 a 22,3 bilhões de mamíferos por ano.

Como uma espécie invasora, os gatos conseguem fontes alternativas de comida enquanto caçam suas presas. Em ambientes selvagens, como ilhas, eles são responsáveis por 14% das extinções de aves, mamíferos e répteis.

Muito disso está ligado ao fato de humanos os liberarem pra caçar, mesmo morando em casas. Com essa liberdade de alimentação, eles se tornam predadores mais perigosos que os comuns da natureza. Uma ideia dada por cientistas é isolar as duas espécies. Manter gatos domesticados em casa e não alimentar gatos selvagens em hipótese alguma. Esse método é melhor que a castração, uma vez que identificar todos os gatos de um grupo é muito difícil e mesmo castrado um gato continua um predador até o fim da vida.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta