Segundo Gilmar, o comentário não passou de uma “blague”, ou seja, ironia, pilhéria

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, afirmou nesta terça-feira, 13, que ficou para trás o mal-estar causado na semana passada pelo comentário feito por ele próprio, que o ministro Marco Aurélio Mello deveria sofrer impeachment no STF. Segundo Gilmar, o comentário não passou de uma “blague”, ou seja, ironia, pilhéria.

A postura de tecer comentários sobre decisão de outro magistrado foi criticada pelos ministros do Supremo na sessão de quarta-feira passada, quando a liminar do ministro Marco Aurélio que afastava Cunha foi revista no Pleno, e a Corte terminou por manter Renan Calheiros na presidência do Congresso.

Para Mendes, no entanto, não ficou clima ruim entre os ministros “Página virada”, disse.

Fonte: correiobraziliense

News Reporter

Deixe uma resposta