Gogo Boy de Brasília é encontrado morto em sua casa

O gogo boy e dançarino Léo Britto foi encontrado morto nessa quinta-feira (22), em sua casa. O rapaz era presença constante nas noites e baladas LGBT da capital e trabalhou em boates tradicionais do segmento, como a Garagem, nos anos 90, e a conhecida Victoria Haus.

Angélica Brito, parente do dançarino, declarou em um comentário no Facebook que “até agora não se sabe o motivo exato da morte do Leo! Venho por meio deste pedir que respeitem a memória e principalmente a todos nós familiares que hoje passam por um momento de dor sem fim! Obrigada a todos pela força e orações!”

Amigos e colegas de profissão também prestaram homenagens através da rede social. “Há exatamente 12 anos te conheci iniciando sua carreira na Boate Oficina, de lá pra cá você sempre teve a mesma energia maravilhosa. Amigo pra todas as horas, sempre prestativo, estou sem chão. Vai com Deus meu amigo”, comentou Rhodrigo Motta

Segundo amigos de Léo, o velório foi na tarde desta sexta-feira no cemitério de Taguatinga.

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta