Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Goleiro Bruno voltará à cadeia na tarde desta quinta-feira

0

O ex-atleta de Atlético-MG, Corinthians e Flamengo aguardava em liberdade o recurso da condenação pela morte da ex-amante Eliza Samudio

 A Justiça de Minas Gerais expediu, nesta quinta-feira (27/4), o mandado de prisão do goleiro Bruno Fernandes. Com isso, o ex-atleta se apresentou novamente às autoridades para retornar ao Presídio de Varginha por volta das 14h desta quinta, logo após passar por exames no Instituto Médico Legal (IML).

O mandado judicial cumpre decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A Corte revogou na quarta (26) liminar que permitia ao jogador do Boa Esporte (MG) aguardar em liberdade o julgamento do recurso à sentença pela qual foi condenado. Bruno é acusado da morte da ex-amante Eliza Samudio.

O juiz Oilson Hoffman, da 1ª Vara Criminal de Varginha (MG), informou ao G1 que o mandado já foi recebido e encaminhado para cumprimento na delegacia. Bruno se apresentou espontaneamente por volta de 13h45. Ele já havia se apresentado à Polícia Civil na véspera, mas foi liberado pelo delegado regional de Varginha, Roberto Alves Barbosa Júnior, uma vez que o mandado de prisão ainda não havia sido expedido.

Crime
O ex-goleiro de Atlético-MG, Corinthians e Flamengo foi condenado pela Justiça de Minas Gerais em março de 2013 a 22 anos e três meses de reclusão, sendo 17 anos e seis meses em regime fechado, por homicídio triplamente qualificado – por motivo torpe, asfixia e uso de recurso que impossibilitou a defesa da vítima.

Inicialmente, a pena foi ampliada porque a Justiça considerou o goleiro mandante do crime. Depois, houve uma redução da sentença, devido à confissão dele. Bruno ficou preso por menos de sete anos.

Eliza desapareceu em 2010 e seu corpo jamais foi encontrado. Ela tinha 25 anos e era mãe do filho recém-nascido do atleta, de quem foi amante. À época, ele era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade da criança.

Comentários
Carregando