fbpx
Golpe que oferece dinheiro por WhatsApp faz 600 mil vítimas em 24 horas

Armadilha incentiva pessoas que já foram beneficiárias do programa a entrarem em um link para saber como sacar o valor de R$954,00

Em menos de 24 horas, pelo menos 600 mil pessoas foram vítimas de um golpe que promete dinheiro a beneficiários do Bolsa Família pela internet. O levantamento foi feito pelo aplicativo dfndr security e foi divulgado nesta quarta-feira (25). A armadilha incentiva pessoas que já foram beneficiárias do programa e que ainda possuem o cartão a entrarem em um link para saber como sacar o valor de R$954, mas ao invés disso, acabam baixando aplicativos que podem prejudicar o smartphone.

Depois de entrar na mensagem, o usuário é levado a uma página para responder três perguntas: “Você possui o cartão bolsa família?”, “Você recebe todo mês?” e “Você conhece amigos ou parentes que recebe?”. Independentemente das respostas fornecidas, o usuário informado que precisa compartilhar o falso benefício com 10 amigos ou 10 grupos no WhatsApp.

Após o compartilhamento, o usuário é direcionado a uma página de cadastro, que o induz a baixar aplicativos que podem infectar o celular com vírus, além de deixá-lo vulnerável a outras ameaças.

“O número de brasileiros que estão acessando o golpe do Bolsa Família não para de subir. Para se ter uma ideia, a cada uma hora, estamos bloqueando mais de 40 mil tentativas de acesso à armadilha e esse número deverá crescer significativamente. Isso porque esse perfil de golpe, utilizando a popularidade do WhatsApp, tende a ganhar escala rapidamente” diz Emilio Simoni, Diretor do dfndr lab, laboratório de segurança digital.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta