Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Golpistas usam foto de empresária de MT para falsas vendas pelas redes sociais

0

Bruna Monteiro, de 26 anos, é empresária e dona de seis lojas em Cuiabá e Várzea Grande. Uma mulher a procurou e relatou ter sido vítima dos criminosos.

A foto da empresária de Cuiabá Bruna Monteiro, de 26 anos, está sendo usada por golpistas em um perfil nas redes sociais para aplicar golpes de falsas vendas. Na internet, o perfil oferece peças de roupas femininas com preço de atacado para revenda. Uma vítima do golpe procurou a empresária para denunciar a prática. A mulher, que mora no Rio de Janeiro, contou que realizou um depósito e nunca recebeu a mercadoria que havia adquirido.

Para atrair as vítimas, os criminosos utilizam uma foto postada pela empresária no perfil dela no Facebook em 2012, além de anúncios de vendas em atacado. Bruna tem seis lojas em Cuiabá e compra roupas em São Paulo desde 2010.

Ao G1, ela afirmou que deve procurar a polícia para registrar um boletim de ocorrência, denunciando o crime. “Acaba denigrindo a minha imagem como empresária, que tenho lojas e uma clientela. A ideia é deixar claro que não tenho nada com o golpe e me mantenho com o suor do meu trabalho”, afirmou.

Perfil falso com a foto da empresária oferece roupas femininas na web (Foto: Reprodução/Facebook)
Perfil falso com a foto da empresária oferece roupas femininas na web (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma das vítimas entrou em contato com Bruna para denunciar o crime. “Uma mulher me procurou para dizer que comprou as peças, depositou uma quantia e nunca recebeu a encomenda”, disse Bruna. A vítima também relatou à empresaria que foi bloqueada na web após pagar pelas peças.

Depois de descobria o golpe, Bruna publicou uma nota nas redes sociais esclarecendo a situação. “Não tenho ligação nenhuma com esse perfil e o uso dele. Caso você não me conheça ou não conheça as minhas lojas, eu não aplico golpes em ninguém, trabalho arduamente para conquistar as minhas ciosas e jamais faria algo desse nível”, diz trecho da publicação.

Empresária fez publicação para esclarecer golpe aplicado na web (Foto: Reprodução)
Empresária fez publicação para esclarecer golpe aplicado na web (Foto: Reprodução)

Segundo o delegado da Delegacia de Estelionato de Cuiabá, José Carlos Damian, as pessoas ainda têm a boa fé em acreditar nas pessoas que se dizem interessadas nos produtos e acabam se prejudicando. “A pessoa tem que fazer uma série de verificações para posteriormente realizar o pagamento do produto”, aconselha.

Fonte: g1/mt

Comentários
Carregando