fbpx
Governo do Rio quer 30% do salário do servidor para cobrir Previdência

A cota extra terá duração mínima de 16 meses e será cobrada de servidores de todos os poderes e de todas as faixas de renda

O governo do Estado do Rio propôs nesta sexta (4) a criação de uma contribuição extraordinária a ser paga pelos servidores pelo próximo ano e meio. Se aprovada a iniciativa, servidores pagarão 30% de seus vencimentos para bancar o deficit do seu sistema de previdência.

Hoje, o Tesouro estadual tem que alocar recursos crescentes no fundo Rio Previdência, responsável pelo pagamento das aposentadorias e pensões do serviço público. Com a perda de receitas, em decorrência da recessão e da queda do preço do petróleo, essas despesas passaram a consumir parcela relevante do Orçamento do Estado.

A cota extra terá duração mínima de 16 meses e será cobrada de servidores de todos os poderes e de todas as faixas de renda. Os aposentados também pagarão.A contribuição dos servidores subirá de maneira permanente de 11% para 14%. Os 16% adicionais serão cobrados por tempo determinado.

Para controlar o deficit, o governo do Estado do Rio anuncia neste momento a redução nos salários do governador, vice e dirigentes de estatais, cortes de benefícios sociais e aumento da taxação de ICMS.

A proposta de ajuste fiscal tem que ser aprovada na Assembleia Legislativa.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta