fbpx
Governo federal libera R$ 884 mil para socorrer vítimas da cheia

O Ministério da Integração Nacional autorizou, por meio de publicação no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira (26), o repasse de R$ 884.000 ao governo de Rondônia para dar assistência aos cidadãos afetados pela cheia no estado. Segundo cálculos da Defesa Civil, mais de 3.300 famílias foram desalojadas com a subida das águas e ficaram desabrigadas em Porto Velho e outros 11 distritos. Nesta manhã, o Rio Madeira atingiu a cota de 19,65 metros.

Na semana passada, o governo federal reconheceu situação de emergência em Nova Mamoré, Guajará-Mirim e Rolim de Moura e estado de calamidade em 11 distritos.

O mais recente balanço divulgado pela Defesa Civil indica que mais de 16,5 mil pessoas já foram atingidas diretamente pela cheia.

De acordo com o Diário Oficial, as obras para contenção da cheia e assistência têm prazo de um ano para serem executadas, a partir da data de publicação. O governo tem até 30 dias após o encerramento do prazo para prestar contas.

No dia 20, o governo federal autorizou a liberação do FGTS para aqueles que foram atingidos pela cheia –mediante cadastro na prefeitura do município atingido. A previsão é de que beneficio seja liberado a partir de abril.

Na última segunda-feira (24), o município de Cacoal também decretou estado de emergência, após as fortes chuvas que atingiram a região. Pontes foram destruídas e a água invadiu casas e abriu uma cratera da BR-364.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta