Governo ia direcionar licitação de marmitas dos presídios para Fernando da Gata

Em depoimento envolvido no escândalo da Operação Apocalipse, o ex-colaborador da campanha de Confúcio Moura (PMDB) em 2010, Fernando Braga Serrão, o “Fernando da Gata”, garantiu em depoimento judicial que o cunhado de Confúcio, Francisco de Assis Moreira Oliveira negociou com ele o apoio financeiro para as eleições daquele ano e em troca, teria os contratos referentes a fornecimentos de marmitex nos presídios da Capital. “Fernando da Gata” já havia revelado o esquema e confirmou tudo em juízo gravado em vídeo.

Segundo “Fernando da Gata”, para a eleição do governador em 2010 ele investiu mais de R$ 1 milhão em dinheiro e serviços. Negociou com o cunhado e teve garantias. “Havia um acordo político feito com Assis, cunhado do governador. Em troca disso eu receberia uma compensação sim, receberia o contrato dos marmitex, fornecimento dos presídios. Era essa parte do acordo”, disse em depoimento.

O juiz o questiona: “perai deixa eu ver se entendi: o contrato do marmitex fornecido pro presídio isso seria seu? O senhor tem uma empresa de fornecimento de alimento?”, pergunta. “Eu ia adquirir a empresa”. O juiz insiste. “O senhor sabe que isso demanda uma licitação? Isso. Mas o senhor já seria o vencedor?. Isso mesmo. É isso que o senhor está me dizendo? ”, narra o magistrado. “É isso mesmo”, diz “Fernando da Gata”.

Apontado como um dos líderes de uma organização criminosa, “Fernando da Gata” sempre acusou Confúcio de ser o verdadeiro chefe do esquema. Ele havia falado sobre o assunto ao chegar a Rondônia em 12 de julho de 2013, após ser preso no Rio Grande do Norte. Na ocasião, disse que o líder do bando era o governante rondoniense. Na mesma época, outro acusado de pertencer a uma quadrilha, Alberto Ferreira Siqueira, o “Beto Baba”, deu novos detalhes, testemunhas e se comprometeu a fazer novas revelações ao Ministério Público também apontando corrupção na campanha de 2010 que elegeu Confúcio Moura Governador de Rondônia.

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Muryllo F. Bastos é advogado, editor do site e Painel Político. Natural de Vilhena.

  • facebook
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília