Governo retoma pente-fino em benefícios do INSS na segunda

Em Economia
Governo retoma pente-fino em benefícios do INSS na segunda

Aposentados por invalidez com mais de 60 anos estarão isentos da fiscalização. Programa foi reativado com a publicação de uma nova Medida Provisória.

O governo federal vai retomar na próxima segunda-feira (16) o pente-fino nos benefícios pagos pelo INSS. A reativação do programa foi autorizada pela Medida Provisória 767, reeditada depois que a MP 739, de julho de 2016, perdeu a validade sem ser votada pelo Congresso.

O novo texto tem o mesmo conteúdo da MP anterior, porém com uma novidade: ele exclui da perícia os aposentados por invalidez e pensionista inválidos com 60 anos ou mais. A MP, no entanto, não cita nenhuma exceção para a convocação de quem recebe auxílio-doença. O texto mantém em R$ 60 o valor do bônus especial pago aos médicos por perícia extra realizada.

A MP também reestabelece que as concessões de auxílio-doença que não tivessem data de validade passariam a ser encerradas após um prazo de 120 dias. O texto retoma o endurecimento na exigência para que a pessoa volte a ter a chamada “qualidade de segurado”, ou seja, que tenha novamente direito aos benefícios do INSS depois de ter ficado sem contribuir.

Antes, quem perdesse a qualidade de segurado deveria pagar quatro meses de contribuição para voltar a ter direito ao auxílio-doença. O texto passou a exigir 12 meses de pagamento.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, no total, serão chamados 530 mil beneficiários com auxílio-doença que estão há mais de dois anos sem perícia. A convocação será feita por meio de carta com aviso de recebimento. O beneficiário que não atender à convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso.

Economia

O pente-fino é uma das medidas do governo para reduzir os gastos públicos. Segundo o MDS, o pente-fino realizado durante 2016 gerou uma economia de R$ 220 milhões para o Fundo da Previdência.

Até 31 de outubro de 2016, foram realizadas quase 21 mil perícias. Desse total, 16.782 (80,05%) benefícios foram cessados na data de realização do exame; 304 (1,45%) foram encerrados, mas houve concessão de auxílio-acidente; 1.520 (7,25%) tiveram data remarcada para o encerramento; 954 (4,55%) foram encaminhados para reabilitação profissional e 1.289 (6,15%), transformados em aposentadoria por invalidez.

Fonte: g1.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

Leia também!

Estado Islâmico leiloa meninas cristãs como escravas sexuais

Estado Islâmico leiloa meninas cristãs como escravas sexuais

Segundo o Daily Mail, existe uma espécie de tabela. Os valores são aproximados, considerando o câmbio desta semana. Rotineiramente,

Read More...
Séries originais da Netflix entram na TV paga

Séries originais da Netflix entram na TV paga

Parceria da plataforma de streaming com canal Paramount foi anunciada nesta quarta. A Netflix passará a ser exibida na

Read More...
MPF processa reitor da UFRJ por ato contra impeachment de Dilma

MPF processa reitor da UFRJ por ato contra impeachment de Dilma

Dirigente é acusado de ‘escolher lado da moeda’ durante afastamento da petista; UFRJ diz que manifestações respeitaram posição do

Read More...

Deixe uma resposta

Menu slide para smartphones