Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Governo vai realizar concursos para PC, PM e outras secretarias mas não sabe quando

0

Para tratar da definição de vagas para a realização de concurso público na área da segurança, a superintendente estadual de Administração e Recursos Humanos (Searh), Carla Ito, reuniu-se nessa segunda-feira (9) com os secretários de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), George Braga, e de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), Marcelo Bessa, que integram a Mesa Estadual de Negociações Permanentes (Menp). O número definido, segundo a superintendente, está dentro das possibilidades financeiras do Estado, mas pode ser ampliado, “até atingir o ideal”, à medida que for desonerando a folha de pagamento e houver aumento da arrecadação.

Segundo Carla Ito, a divulgação do edital para abertura das inscrições será feita assim que forem finalizados os trâmites administrativos necessários à realização do certame. Mas ela adiantou que para a Polícia Civil serão ofertadas, inicialmente, 144 vagas, distribuídas nos cargos de agente de polícia (40), datiloscopista (5), delegado (10), escrivão (72), técnico em necropsia (9) e perito criminal (8). Para a Polícia Militar, serão 260, das quais 240 são para soldados e 20 para oficiais; enquanto para o Corpo de Bombeiros haverá 46 para soldados e cinco para oficiais, totalizando 51 vagas.

A superintendente de Recursos Humanos informou também, que atendendo à proposta do governador Confúcio Moura de preparar o quadro técnico das secretarias e demais órgãos estaduais, visando melhor atendimento ao público com profissionais do quadro para que não haja descontinuidade em outros governos, já há definido também o número de vagas para contratação de pessoal, também via concurso, para a Superintendência de Licitações (Supel). Serão 27 vagas, inicialmente, distribuídas nos cargos de técnico em licitações, registro e pesquisa de preços (7), agente administrativo (15) e uma para contador, administrador, economista, analista de sistema de informática e analista de suporte em tecnologia.

Sobre o concurso da Secretaria de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), ela disse que está em fase de aguardo das empresas que manifestaram interesse em elaborar as provas. O número de vagas foi definido em 67 para cargos diversos de nível superior na área ambiental, como biólogo, engenheiros florestal, agrônomo, agrimensor, ambiental, de alimentos, de pesca e aqüicultura, mecânico, químico, sanitarista, de minas, entre outros. “Esse concurso está mais avançado que os demais e deve ser aberto um pouco antes, assim que forem concluídos todos os procedimentos legais”, observou.

O governo ainda analisa o quantitativo de vagas para atender às Secretarias de Educação (Seduc) com a contratação de professor indígena e técnico educacional nível médio; de Justiça (Sejus) para socioeducador e psicólogo, além da Saúde (Sesau) para os níveis superior, médio e fundamental.

Em todas as entrevistas, o governador tem afirmado que pretende atender a todas as secretarias, conforme a situação financeira do Estado, ampliando as possibilidades após a transposição dos servidores do ex-Território para os quadros da União. Por isso, Carla Ito deixou claro que os classificados além das vagas disponibilizadas poderão ser chamados à medida que aumentar a arrecadação ou aconteça outro fenômeno favorável.

Comentários
Carregando