Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Greve e protestos atingem 25 estados e o Distrito Federal

0

Várias categorias decidiram paralisar suas atividades contra as reformas trabalhista e da Previdência durante esta sexta-feira

Greves e manifestações foram registradas em 25 estados e no Distrito Federal nesta sexta-feira. Os atos foram convocados pelas centrais sindicais em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência. As mudanças na lei trabalhista foram aprovadas na última quinta-feira, e as mudanças na aposentadoria estão em discussão na Câmara.

Várias categorias de trabalhadores decidiram aderir à paralisação, inclusive muitas ligadas ao transporte, o que fez com que terminais de ônibus e estações de metrô e trem amanhecessem fechados.

São Paulo

A avenida 23 de Maio, no centro de São Paulo, foi uma das diversas vias fechadas na capital paulista com barricadas em chamas, e manifestantes também bloquearam temporariamente uma rodovia de acesso ao porto de Santos, o maior do país, em Cubatão, de acordo com imagens de televisão. Policiais foram acionados para tentar liberar as vias. Ainda no centro da capital paulista, houve bloqueio na avenida São João com a Ipiranga, e a tropa de choque foi mobilizada ao local.

Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, houve protestos no acesso ao aeroporto Santos Dumont e alguns passageiros tiveram que descer de carros e táxis e seguir a pé para tentar chegar a tempo ao terminal no centro da cidade. Manifestantes também bloquearam a Ponte Rio-Niterói logo cedo nos dois sentidos, assim como diversas outras vias importantes.

Brasília

A rodovia BR-060, que liga Brasília a Goiânia, estava bloqueada, na altura da região administrativa do Núcleo Bandeirante, a cerca de 13 quilômetros do Plano Piloto. Manifestantes queimam pneus no meio da via, o que provocava engarrafamento. Por volta das 7h30, permanecia impedindo o acesso à região central de Brasília e ao Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek.

Mato Grosso

A mobilização dos trabalhadores começou às 6h na Praça Ipiranga, região central de Cuiabá (MT). O transporte coletivo não está funcionando. Portando bandeiras, cartazes, os manifestantes chegaram a pé e de carona. O comando estima que 10.000 trabalhadores participem do ato na região central da capital.

Segundo sindicalistas, os 28 sindicatos de trabalhadores da iniciativa privada, os 32 dos servidores públicos do estado, além de servidores federais e municipais, confirmaram adesão à greve nacional. Os serviços dos correios pararam desde a última quinta-feira. Foram suspensas visitas a presos, já que os agentes penitenciários aderiram à greve.

Além da capital e da região metropolitana, a greve geral nacional atinge os maiores municípios do estado de Mato Grosso, segundo o comando grevista.

Minas Gerais

Por volta das 7h desta sexta-feira, manifestantes faziam protesto em dois pontos da BR-040, em Congonhas e Contagem, ambas cidades da região metropolitana de Belo Horizonte, conforme informações da Polícia Rodoviária Federal. Há registro também de manifestação na MG-010, que liga Belo Horizonte ao Aeroporto de Confins. Pneus foram queimados.

Funcionários do metrô e do sistema de transporte público rodoviário da capital mineira prometeram adesão à greve geral, assim como escolas das redes municipal, estadual e particular.

Fonte: veja.com

Comentários
Carregando