Gurgacz avalia desistir de candidatura ao governo para apoiar Daniel Pereira

O senador Acir Gurgacz (PDT) avalia a possibilidade de abrir mão da candidatura ao governo do Estado e fechar um bloco com o vice-governador Daniel Pereira (PSB), que pode disputar a reeleição, já que assume o comando do Estado com a renúncia de Confúcio Moura (MDB) pré-candidato ao Senado.

Gurgacz e Pereira preferem se unir a perder a eleição para o grupo do senador Ivo Cassol (PP). Só que a estratégia complica ainda mais a vida do presidente da Assembleia, Maurão de Carvalho (MDB) que espera contar com apoio de Daniel Pereira e Confúcio Moura. Será a segunda traição de Moura em relação a Maurão. A primeira foi declarar que é candidato ao Senado.

Maurão também teve problemas em 2014, quando integrava o grupo do senador Ivo Cassol e queria ter disputado o governo. Não conseguiu, a candidata do grupo foi Jaqueline Cassol, terceira colocada em 2014 e que deve disputar uma vaga na Câmara Federal esse ano pelo PR.

A decisão de Gurgacz deverá ser tomada nos próximos meses, a depender do desempenho de Daniel Pereira frente ao governo e baseada em sondagens que estão sendo feitas.

Em nota enviada no final da tarde de quinta-feira, o senador negou que esteja pensando em renunciar sua candidatura, “o senador Acir Gurgacz reforça que sua candidatura ao governo do Estado está mantida, bem como a aliança com o PSB. Acir salienta que está conversando com lideranças de vários partidos para a construção conjunta de um novo projeto político para Rondônia” e classificou a informação como “notícia falsa”. PAINEL POLÍTICO mantém a informação dada a credibilidade das fontes que a repassaram, e diferente do jornal Diário da Amazônia, de propriedade da família do senador, nunca fomos condenados por publicar falsas notícias.

O grupo de Gurgacz também deve lançar o atual prefeito de Ji-Paraná, Jesualdo Pires ao Senado em uma dobradinha com Confúcio Moura, o que deve azedar ainda mais as relações entre o senador Valdir Raupp e o governador que havia se comprometido com Raupp a não disputar nenhum cargo eletivo em 2018.

Tramitam contra Confúcio Moura no Superior Tribunal de Justiça (STJ) 11 ações por improbidade, a maioria em segredo de justiça. Acredita-se que esse tenha sido um dos fatores que influenciaram sua decisão em disputar uma vaga ao Senado, o que lhe garantiria foro privilegiado.

*atualizada em 26 de janeiro, às 09h58min para inserção da nota do senador.

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Participe do debate. Deixe seu comentário