Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Hermínio faz alerta para que futebol não interfira no voto

0

“Das coisas menos importantes do cotidiano da nossa sociedade, a mais importante é o futebol. Neste momento de copa do mundo, então, é natural que o assunto domine todas as rodas de conversa. Importante, porém, é não confundir com outro tema ainda mais importante: as eleições”. A reflexão foi feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, Hermínio Coelho, num alerta sobre a ligação que as vezes está sendo feita.

Para o parlamentar, é importante torcer pelo êxito da seleção brasileira, assim como é importante também saber escolher bem os candidatos, sem deixar que uma coisa influencia sobre a outra.

“É o momento de torcermos pelo Brasil, para que a seleção brasileira seja campeã mundial. Porém, é bom ter bem claro que o futebol não vai encher a barriga do torcedor, não melhora a qualidade da educação para os nossos filhos, não melhora as condições da saúde pública, não faz de nossos estradas as melhores, não garante melhores salários aos trabalhadores nem nos traz condição de vida mais favorável. O voto, sim, pode fazer ajudar a fazer tudo isso, ou piorar ainda mais”, reflete o deputado.

Para Hermínio Coelho, o futebol é arte e cultura para o povo brasileiro, mas não deve passar daí. “Se a seleção brasileira for campeã, ótimo, mas não fazer feliz. Se não for, entretanto, não vai causar nenhum grande estrago, como pode causar a eleição do mal político”.

Em conversas por onde tem andado, o deputado vem alertando sobre a importância de se escolher bem os candidatos em qualquer nível. “Independente do resultado da copa do mundo, vamos exercer o voto com critérios. Vamos observar a ficha, a vida pregressa, a obra, o perfil, a trajetória, enfim, o conjunto da obra. Vamos usar esse momento para melhorar a qualidade de nossos representantes na política, pois só assim, vamos conseguir melhorar Rondônia e o Brasil, criando assim um ambiente mais digno para a criação de nossos filhos”, convocou Hermínio Coelho.

Em seu quarto mandato eletivo – três de vereador, sendo duas vezes presidente da Câmara Municipal de Porto Velho e um de deputado, ocupando neste a Presidência da Assembleia – Hermínio Coelho sofreu a pior devassa de toda a sua vida, perpetrada pelo governo do Estado, que, em resposta às repetidas denúncias do deputado por corrupção e desmandos administrativos, pôs todo o aparato de investigação da segurança pública a bisbilhotar a vida do parlamentar, sem nada encontrar que desabonasse o que Coelho considera seu maior patrimônio, “uma conduta política sem máculas”.

Comentários
Carregando