Hidrelétricas terão compensação financeira por uso de térmicas

In Economia
Hidrelétricas terão compensação financeira por uso de térmicas
Espalhe essa informação

Recursos para pagar as hidrelétricas serão cobrados junto aos consumidores por meio de tarifas que compõem os custos da energia elétrica.

Operadores de hidrelétricas receberão uma compensação financeira pela energia que suas usinas deixam de gerar nos momentos em que são acionadas termelétricas para garantir a segurança do sistema ou quando há importação de energia, segundo decisão da diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em reunião nesta terça-feira.

Os recursos para pagar as hidrelétricas serão cobrados junto aos consumidores por meio de encargos que compõem os custos da energia elétrica, os chamados Encargos de Serviço de Sistema (ESS).

A contabilização dos valores a serem recebidos pelos geradores hídricos já entrará em vigor assim que for publicada a decisão da Aneel, enquanto os efeitos financeiros serão sentidos após a agência aprovar uma nova versão das regras de comercialização de energia, contendo o novo mecanismo.

As hidrelétricas vinham pedindo ao governo e à Aneel o estabelecimento dessa compensação desde ao menos 2015, quando chuvas abaixo da média exigiram o uso intenso de termelétricas para garantir o abastecimento, o que impactou financeiramente os geradores hídricos.

O valor a ser recebido pelas hidrelétricas em compensação por cada megawatt-hora não gerado quando houver uso térmico ou importação será a diferença entre o preço da energia no mercado spot no momento em que as usinas deixaram de produzir e um valor definido pela Aneel, o PLDx, que será de 108,07 reais em 2017.

Em uma versão anterior da proposta de compensação às usinas hídricas, a Aneel havia proposto um PLDx de 113,62 reais.

A Aneel decidiu ainda que as hidrelétricas poderão ser compensadas também quando deixarem de produzir devido ao acionamento de usinas térmicas devido a restrições elétricas no sistema.

O Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) deverá informar à agência reguladora em até 60 dias as ocasiões em que o uso de térmicas poderá ser caracterizado como devido a restrições elétricas.

Fonte: exame.com

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!

You may also read!

“Mostrei projeto do sítio e do tríplex a Lula”, diz executivo da OAS

“Mostrei projeto do sítio e do tríplex a Lula”, diz executivo da OAS

Espalhe essa informação A Operação Lava Jato atribui as duas propriedades ao ex-presidente. Ele, no entanto, nega as acusações

Read More...
TJ-SP realiza julgamento de lei que proíbe sacrifício religioso de animais

TJ-SP realiza julgamento de lei que proíbe sacrifício religioso de animais

Espalhe essa informação A maioria dos envolvidos representava grupos de umbanda e candomblé, inclusive de fora de São Paulo,

Read More...
‘Receios mais graves foram afastados’, diz Moro sobre projeto do abuso que CCJ aprovou

‘Receios mais graves foram afastados’, diz Moro sobre projeto do abuso que CCJ aprovou

Espalhe essa informação Juiz da Lava Jato avalia que aprovação na Comissão de Constituição e Justiça do Senado representa

Read More...

Deixe uma resposta

Mobile Sliding Menu