Em programa de rádio da capital ele declarou que criança pode ter sido roubada

Porto Velho – – Durante o jornal interativo da Transamérica FM (94,1) transmitido na noite da última quarta-feira, um homem telefonou e afirmou que o bebê Nicolas Natz, desaparecido desde 22 de maio deste ano e dado como morto e incinerado pela Polícia Civil, não deu entrada no necrotério, “chegou por lá apenas um pano azul”, declarou.

O caso do bebê Nicolas vem causando controvérsias desde o início. A família não acredita na morte da criança, tampouco na versão de que o corpo foi incinerado.

LEIA TAMBÉM:

Caso Nicolas chega ao MP que deverá pedir novas diligências

Família do bebê Nicolas é contra encerramento do inquérito

Amazon Fort nega ter incinerado corpo de bebê Nicolas

Recentemente outra polêmica surgiu sobre o caso, quando afirmaram que a criança foi vista no interior do Estado.

O homem afirmou que não iria se identificar para “evitar represálias”. Ouça a declaração dele:

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta