fbpx
Homem é morto brutalmente após divulgar filmagem de sexo com amante no Whats App

Edivaldo José Lopes Junior, de 39 anos, mais conhecido por Júnior, foi assassinado no centro de Altamira, no Pará. A morte do rapaz aconteceu após a divulgação de um vídeo íntimo com a amante. De acordo com a reportagem, a moça era casada e o vídeo teria provocado a ira no marido.

A vítima não sabia, mas Geni era casada. O marido dela é o principal suspeito do crime. De acordo com testemunhas, dois suspeitos em cima de uma moto dispararam contra Edivaldo. O rapaz era famoso na cidade por gravar vídeo fazendo sexo e mostrar aos amigos por meio do WhatsApp.

A moça teria pedido ao rapaz que não mostrasse o conteúdo do vídeo a ninguém. Ao saber do vazamento, Geni fez um boletim de ocorrência por constrangimento e ele começou a receber ameaças de morte. Mas o marido da jovem teve acesso às imagens. A Polícia trabalha também com a hipótese do crime ter sido um acerto de contas em virtude de uma dívida que a vítima tinha com traficantes da região.

Painel Político, principal fonte de informações políticas de Rondônia. Com noticiário completo sobre economia, variedades e cultura.

Deixe uma resposta