Hospital João Paulo II usa macas do Samu como leitos e prejudica atendimento em Porto Velho

Por falta de leitos no Hospital de Pronto Socorro João Paulo II, em Porto Velho (RO), os socorristas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) tem seu trabalho prejudicado, pois quando socorrem as vítimas e as levam para lá, as macas ficam para que os pacientes tenham onde deitar.

De acordo com os próprios socorristas, a situação acontece frequentemente e isso impede que eles atendam outras ocorrências em Porto Velho.

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Participe do debate. Deixe seu comentário