fbpx
Huck financiou jato particular com recursos do BNDES, diz jornal

O apresentador Luciano Huck financiou seu jato privado com recursos do BNDES. A operação foi feita por meio da empresa Brisair Serviços Técnicos Aeronáuticos, de propriedade dele e de sua esposa, a também apresentadora de TV Angélica. As informações foram divulgadas pelo blog Tijolaço, e confirmadas pelo jornal Folha de S. Paulo.

O empréstimo do BNDES à Brisair, de 17,7 milhões de reais, foi feito em maio de 2013, e teve como correspondente bancário o Itaú. Os dados são de documentos da instituição pública. O montante foi financiado em 114 parcelas, com juros de 3% ao ano.

Os recursos foram obtidos através do Finame, programa destinado a produção e aquisição de máquinas, equipamentos e bens de informática e automação. As linhas de crédito do BNDES têm taxas de juros mais baratas do que as encontradas em bancos comerciais pois o banco público recebe dinheiro do governo. O objetivo é auxiliar o desenvolvimento de empresas nacionais.

A Brisair é operadora de um jato Phenom 300, da Embraer, segundo o registro junto à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A aeronave é do segmento executivo tem capacidade para até 8 passageiros. O avião está registrado sob o prefixo PP-HUC.

Jato Embraer Phenom 300

Jato Embraer Phenom 300, modelo igual ao do apresentador Luciano Huck (Embraer/Divulgação)

Em nota, o BNDES afirmou que as condições do empréstimo seguiram as condições definidas pelo Programa de Sustentação do Investimento (PSI), programa do governo federal operacionalizado pelo BNDES segundo condições estabelecidas pelo Conselho Monetário Nacional. Segundo o banco, até dezembro de 2017 havia 1.036.572 operações registradas com as condições do PSI, “o que demonstra a pulverização do programa entre milhares de empresas de todo o Brasil.”

“O processo de concessão de financiamento do BNDES Finame é realizado por meio de agentes financeiros credenciados, que podem ser bancos, cooperativas e agências de fomento, por exemplo. Os agentes analisam o risco de crédito e decidem pela concessão do financiamento. O BNDES repassa os recursos após a verificação dos requisitos exigidos pelo produto”. Ainda conforme a notam, o credenciamento dos produtos no Finame leva em conta o índice de nacionalização do bem ou se sua industrialização cumpre o Processo Produtivo Básico.

Procurado por VEJA, o apresentador ainda não se manifestou. Ao jornal Folha de S. Paulo, sua assessoria disse que “o Finame é um programa do BNDES de incentivo à indústria nacional, por isso financia os aviões da Embraer”. Também afirmou que o apresentador usa a aeronave duas vezes por semana para gravar seu programa para a Rede Globo.

Veja

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta