Humberto Costa elogia discurso de Jader, mas pede eleição para presidente da República

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), disse endossar nesta terça-feira (13) o discurso do senador Jader Barbalho (PMDB-PA) sobre a existência de um movimento para desmoralizar o Congresso Nacional e também para derrubar o presidente da República, Michel Temer. Jader defendeu a aprovação do projeto de lei do Senado (PLS) 280/2016, do senador Renan Calheiros (PMDB-AL), que altera a Lei de Abuso de Autoridade.

Humberto Costa discordou apenas no que considera a saída para a crise. Ele chamou o governo Temer de “governo zumbi” e defendeu a antecipação das eleições diretas para presidente da República. Para o senador, o então vice-presidente Michel Temer e as pessoas que se manifestaram nas ruas contra Dilma Rousseff foram usados pelas forças políticas que perderam a eleição para impor sua agenda.

O líder do PT disse que há uma aliança que envolve a grande mídia, um segmento do Poder Judiciário e do Ministério Público, além de setores importantes da política. Segundo ele, a situação atual pode ser considerada uma “reprodução” do que os petistas viveram nos últimos momentos do governo Dilma Rousseff.

O senador relembrou episódios como a condução coercitiva do ex-presidente Lula para prestar depoimento à Polícia Federal, além das prisões de lideranças importantes do PT, incluindo ex-ministros.

— E agora? Parece que não era só uma organização criminosa. Se nós formos acreditar em tudo que dizem os delatores, eram muitas organizações criminosas na política do nosso país. É um movimento para desacreditar a política, desmoralizar o Congresso Nacional, fazer com que um Poder da República se sobreponha sobre os demais, verdadeiras vivandeiras do Judiciário nesse país. E aqui existem muitas delas — disse, criticando também os parlamentares que, após se comprometerem a apoiar o requerimento de urgência para o PLS 280/2016, se omitiram em Plenário.

Fonte: agenciasenado

Painel Político, é um blog de notícias de Rondônia, com informações sobre política regional, nacional, economia, jurídico e variedades. Siga-nos nas redes sociais, visite-nos diariamente e fique sempre bem informado.

Deixe uma resposta