Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

‘Ia colocar hidrogel no bumbum’, diz Narizinho em ensaio

0

Os padrões de beleza brasileiros são cruéis: tanto a gordurinha extra quanto as curvas mais discretas, volta e meia, viram alvo de críticas ou comentários. Não é de se espantar que até mesmo as mulheres mais esbeltas acabem caçando defeitos no corpo, e acreditando que eles de fato existem.
Carol Narizinho não foge à regra, e com seus 95 centímetros de quadril, muito bem equilibrados com as demais medidas, disse que também já se sentiu tentada a mudar algo no corpo. “Já tive vontade de colocar hidrogel no bumbum. Eu estava até marcando quando aconteceu aquilo com a Andressa Urach”, disse.

Segundo ela, a ideia era apenas dar uma “empinadinha” no derriére, com a aplicação de 80 ml em cada lado, mas desistiu com a repercussão do caso de Andressa, que teve complicações devido ao procedimento e chegou a ficar quase um mês na UTI em estado grave.

Carol acredita que o caso serviu de alerta para muitas mulheres. “Conheço ela de alguns trabalhos, mas não sou fã da pessoa. Mas fiquei com muita dó do que aconteceu”, disse. “Resolvi me aceitar como eu sou”, pontuou.
A ex-Panicat estreia como Princesa da Acadêmicos do Tatuapé e, em clima de Carnaval, posou com exclusividade para o Terra com looks do Paulinha Atellier. “Sempre foi meu sonho, desde criança, vir na frente da bateria”, comemora. “Tem noite que eu nem durmo, pensando se tudo vai dar certo, se minha fantasia vai ficar pronta”, disse.

Para fazer bonito, vem fazendo aula de samba. “Não consigo nem andar, meu pé está cheio de bolhas.”
Quando o assunto é carisma e simpatia na avenida, Carol considera Sabrina Sato uma inspiração. “Ela é um exemplo de simplicidade e humildade.”

Sobre sua fase ‘Panicat’, disse que sente não muita saudade, mas nega que haja algum tipo de rixa entre as suas ex-colegas de trabalho. “A gente se fala até hoje, uma indica trabalho para a outra”, disse.

De olho na carreira, ela cursa teatro atualmente na Escola de Atores Wolf Maya. “Mesmo que eu não venha a me tornar uma atriz, o curso vai me ajudar a me soltar. Não parece, mas eu sou tímida”, disse.

Saudade do chocolate
Aos 24 anos, Carol mantém as medidas em dia. Com 1,64 metros, tem 53 quilos, 63 centímetros de cintura e 86 de busto, com 280 ml de silicone nos seios.
Apesar da boa forma, ela conta que só passou a cuidar mais da alimentação recentemente, já que sempre foi magra. “Antes eu nem fazia dieta, comia arroz e pão branco e achava que estava certo. Meu corpo era legalzinho, mas hoje está bem melhor.”

Para o Carnaval, a coisa ficou ainda mais séria. Diminuiu o consumo de carboidrato, aumentou a proteína. Também não come nada que tem conservante, nem lactose ou glúten.

As refeições basicamente se concentram na clássica combinação fitness entre frango e batata doce e, às vezes, omelete de claras.

O tão amado chocolatinho também ficou só na lembrança. “Antes, eu fazia uma vez por semana o ‘dia do lixo’. Comia um monte de porcaria. Agora, até o Carnaval, não tem mais isso”, disse, acrescentando que o que mais gosta de fazer quando ‘enfia o pé na jaca’ é se esbaldar em pizzarias e churrascarias.

A academia é frequente em sua rotina. “Geralmente faço de três a quatro vezes por semana a musculação, e nos outros exercícios aeróbicos. Também faço balé clássico. Acho que é bom para a postura e para o alongamento”.

A dieta combinada à atividade física voltada para curvas mais femininas deixou o corpo ‘estilo Panicat’ no passado. “Já quis ser mais musculosa, mas passou. Tudo é moda, né?”.

Fonte: Terra

Comentários
Carregando