• Homepage
  • >
  • Brasil
  • >
  • Idosa de 91 anos é agredida na rua por filho drogado

Idosa de 91 anos é agredida na rua por filho drogado

Uma idosa de 91 anos foi agredida pelo próprio filho no bairro Santa Lúcia, região centro-sul de Belo Horizonte. O suspeito é usuário de drogas.

As câmeras de segurança de uma loja flagraram a agressão. O homem discute com a mãe na porta da casa dela e ameaça dar um soco no rosto da vítima. Com dificuldade de andar, a aposentada sai e é derrubada pelo filho.

Nervoso, o homem continua arrastando a mãe pelo braço e tenta pegar a bolsa dela. Um rapaz que passava pela rua tenta impedir e também é agredido pelo suspeito.

— Tá doendo demais, demais da conta. Eu não queria que fosse assim

Essa não foi a primeira vez que comerciantes e moradores do bairro presenciam agressões contra a idosa. Segundo testemunhas, a aposentada é espancada toda vez que se nega a dar dinheiro para o filho adotivo, que é usuário de drogas. As agressões aconteciam em plena luz do dia e na frente de todos.

Os hematomas nos braços e nas pernas são as marcas de um um sofrimento que já dura dois anos. Só agora, ela teve coragem de denunciar.

— “Vou te matar”, ele falou duas vezes. A droga faz tudo. A pessoa quando está drogada não tem consciência do que está fazendo.

O suspeito foi intimado, mas continua andando pelas ruas da cidade sem nenhuma punição. Segundo a delegada Danúbia Quadros, um requerimento já foi feito.

— A gente fez um requerimento das medidas protetivas da Lei Maria da Penha, que é o afastamento, a proibição de contato, de frequentar os mesmos lugares. Agora necessita de um deferimento do juiz.

Sem esconder a decepção, a idosa desabafa.

— Qual é a mãe que não fica triste quando o filho faz alguma coisa? Toda mãe fica triste, fica às vezes até revoltada. Tá doendo meu coração.

 

Fonte: R7

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília