Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Idoso de 76 anos é preso após matar esposa de 75 por ciúmes, diz polícia

0

Crime ocorreu em uma chácara em Carlinda (MT), onde o casal morava.
À polícia, familiares disseram que o suspeito costumava ser violento.

Um idoso de 76 anos foi preso em flagrante pela Polícia Civil, suspeito de matar a golpes de canivete a sua esposa, de 75 anos, por ciúmes dela com um vizinho, no municípo de Carlinda, a 724 km de Cuiabá. O crime ocorreu na sexta-feira (17), em uma chácara onde o casal morava. O suspeito fugiu do local, mas foi preso em uma região de mata, na zona rural daquele município, horas depois do crime.

O idoso teve a prisão em flagrante convertida em preventiva pelo juiz Douglas Bernardes Romão, da Quinta Vara Criminal de Carlinda, e foi encaminhado para a Cadeia Pública de Alta Floresta, município a 800 km da capital.

O G1 não localizou a defesa do suspeito. Porém, em sua decisão, o juiz afirma que o acusado confessou o crime à polícia, durante o interrogatório. Na ocasião, conforme o magistrado, o suspeito afirmou que “pegou um canivete que estava em uma caixinha no banheiro e desferiu alguns golpes contra a vítima”. Ele foi autuado pelo crime de feminicídio.

De acordo com a Polícia Civil, o corpo da vítima foi localizado dentro da residência por familiares. As investigações apontam que o crime teria sido motivado por ciúmes que o idoso sentia da companheira.

Decisão

Ao converter a prisão em flagrante em preventiva, o juiz Douglas Romão afirma que os familiares do idoso afirmaram, em depoimento, que o suspeito costumava ser violento e que o próprio indiciado confessou à polícia que respondia a processo criminal por violência doméstica.

A truculência da conduta perpetrada pelo paciente, associada a violência doméstica e familiar contra a mulher, com o risco de morte, torna por necessária sua prisão cautelar, objetivando garantir a sua integridade física e psíquica, bem como a fim de acautelar a ordem pública”, afirmou o magistrado.

Segundo consta nos autos, uma das filhas do suspeito afirmou à polícia que, nos últimos tempos, o pai “estava muito agressivo e ameaçava frequentemente a vítima”, andando sempre com um canivete na cintura.

De acordo com ela, os irmãos tentaram tirar a mãe da convivência com o suspeito, que mantinha facas guardadas em um quartinho localizado na entrada da chácara, mas a vítima teria se negado.

Fonte: g1/mt

Comentários
Carregando