Imóveis do Minha Casa, Minha Casa podem sofrer aumento, diz governo

Um acordo sobre multas para desistência pode ser fechado ainda nesta quinta-feira (19), em Brasília.

Com preço congealdo desde 2009, o valor dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida, programa federal de habitação que atende a população carente, pode sofrer aumento. O governo anunciou, além do possível acréscimo, novas regras para multas no caso de desistência. A decisão está sendo analisada com representantes da Caixa, dos ministérios do Planejamento e das Cidades, além de construtoras.

A expectativa do governo, segundoa Folha de S. Paulo, é que as medidas, caso sejam adotadas, ajudem o setor a gerar 150 mil vagas no país. O argumento utilizado pelas empresas de construção civil é que não há possibilidade de contratar 600 mil unidades do programa sem elevar os preços.

O objetivo do governo é aumentar o valor do imóvel que pode ser enquadrado no programa e ampliar o subsídio dado pela administração federal. Também está sendo analisada a redução de taxas de juros cobradas dos compradores.

Multas para desistência

Um acordo sobre o distrato pode ser fechado ainda nesta quinta-feira (19), em Brasília. Duas possibilidades estão em jogo. A primeira alternativa é uma multa de 10% sobre o valor do imóvel. Já a segunda, é estabelecer faixas, ou seja, apartamentos mais caros teriam multa maior.

Fonte: noticiasaominuto

Deixe uma resposta