• Homepage
  • >
  • Destaque
  • >
  • Impunidade de Temer faz brasileiro acordar com ‘gosto amargo’ na boca

Impunidade de Temer faz brasileiro acordar com ‘gosto amargo’ na boca

Eis que o Congresso Nacional se viu às voltas com mais um julgamento ‘político’ de um presidente da República em um mesmo mandato e foi desnudado, jogando por terra todo o discurso de ’em nome da honestidade voto sim’, utilizado por quase todos durante o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.

Dilma foi afastada do cargo por uma tecnicidade que até hoje vem sendo utilizada por governadores e sempre foi usada pelos presidentes, o tal remanejamento de verbas, ou as chamadas ‘pedaladas fiscais’. O paralelo a ser feito aqui, não é uma defesa da ex-presidente, que tinha uma série de outros defeitos, mas não teve nenhum mensageiro filmado arrastando mala de dinheiro no meio da rua, ou foi gravada em conversas sobre pagamento de propina a deputados presos ou coisa que o valha.

Mas o mesmo Congresso que cobrava ‘honestidade de Dilma’, ignorou a ampla maioria da população brasileira que não concorda com a forma de governar de Michel Temer e sua equipe, que arrastam o país para a desmoralização internacional e se lambuza na lama da compra de votos via emendas parlamentares ou cargos públicos.

Um país que está carente de líderes, faz crescer o discurso de extrema direita e nos conduz para um cenário nada animador em 2018. Até agora não temos um candidato que, de fato, esteja alinhado com os anseios de grande parte da população. O brasileiro está fadado a ter que optar, nas próximas eleições, entre os velhos e cansados nomes que estão sempre buscando o poder. O PT, que dizia ‘lutar contra tudo que está aí’, virou uma sombra e caiu na mesma vala comum quando se misturou com pessoas como Sandro Mabel, Roberto Jefferson e outros, no escândalo do Mensalão e mais tarde na Lava-Jato. A esperança, que havia vencido o medo, deu lugar a um cenário de terra arrasada, que jogou o Brasil nas mãos das mesmas velhas raposas que nunca deixam o poder, lembram as rêmoras, que estão sempre cercando os tubarões para abocanhar o que sobra. Elas engoliram o tubarão.

O que o Congresso Nacional demonstrou na última quarta-feira, é que existe uma total falta de sintonia com os anseios da população que cada um está lá para resolver apenas os seus problemas e que os julgamentos são instrumentos de achaque, de barganhas desavergonhadas.

Também deu uma mensagem clara à população, não cobrem resultados, porque eles não estão lá para isso, e sim para punir quem não lhes concede benesses ou afagos baratos, como jantares e reuniões à portas fechadas.

Não sei vocês, mas eu acordei com uma ressaca daquelas…

Deixe sua opinião via Facebook abaixo!
Por favor, dê um like em nossa página no Facebook
Placeholder
Anterior «
Próximo »

Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

  • twitter
  • googleplus

Deixe uma resposta

Direto de Brasília

Associado da Liga de Defesa da Internet