Painel Político
A maior agência de notícias em seu Whatsapp do Brasil

Incompetência da assessoria de Gugarcz coloca em risco jornalistas durante expedição no BR-319

0

Assessor de imprensa é o profissional de comunicação que organiza e viabiliza a informação de seu cliente. O seu serviço é a gestão do relacionamento entre uma pessoa física, entidade, empresa ou órgão público e a imprensa.

Quando falamos da equipe de imprensa de um Senador da Republica imaginamos profissionais minimamente qualificados e que tenham a compreensão da importância de sua tarefa, que é a comunicação.

Porém, essa alegação não pode ser utilizada para a assessoria de imprensa do gabinete do Senador Acir Gurgacz (PDT/RO). Profissionais que demonstraram erros primários e inaceitáveis para o que eles se dispõem a fazer. Erros esses que colocaram em risco à vida de seus colegas de profissão, convidados por eles, durante a expedição na Rodovia-319.

Acontece que desde o inicio da expedição à falta de informação predominou. O embarque realizado de forma aleatória sequer identificou os profissionais de comunicação, não se sabiam quem estavam nos carros, não houve contagem, não houve a mínima preocupação por parte dos assessores em fazer realizar o procedimento digno e profissional de recepção, identificação e acomodação dos colegas de imprensa que iriam acompanhar a excursão.

Aproximadamente três horas após a partida o comboio parou no município amazonense de Humaitá, os carros que acompanhavam o Senador estacionaram em um confortável e caro hotel da cidade, desceram de seus carros, pegaram os seus quartos, e pasmem, sequer deram qualquer informação aos jornalistas e motoristas dos carros que acompanhavam a imprensa.

Aliás, enquanto jornalistas procuravam um lugar para dormir e se alimentarem, o assessor de imprensa de Senador Acir Gurgacz, que se apresentou pelo nome de Guarim Liberato Júnior, estava divertindo-se com latas de cerveja e aproveitando tudo que a cidade Humaitá tinha para oferecer.

Logo na manhã seguinte o comboio partiu de Humaitá às 04h00 e seguiu para o pequeno distrito de Realidade, no local mais uma cena patética foi presenciada pela equipe de imprensa de Acir Gugarcz, uma parada foi realizada para que a diligência tomasse um café da manhã e conversasse com a comunidade, porém mais uma vez os assessores de imprensa de Gurgacz viveram as costas para os jornalistas, entraram em um pequeno comércio tomaram café à mesa com o Senador e seus asseclas e seguiram em disparada pela BR-319 deixando os carros que levavam os jornalistas distantes do restante do grupo.

No final da noite da segunda-feira o comboio chega a cidade amazonense de Careiro Castanho, mas uma vez Guarim e sua trupe se divertiam acabando com todas as cervejas da recepção do hotel em que se instalaram, enquanto isso, o carro que levava os profissionais dos jornais Rondoniaovivo e A Critica de Manaus, teve a roda quebrada em um atoleiro e ficou por horas sem comunicação em meio à floresta amazônica.

Na manhã da terça-feira o comboio do Senador e seus assessores partem para Manaus e se instalam em um luxuoso hotel. Já sem comunicação nenhuma, equipes de reportagem conseguem chegar a Manaus e por intermédio do Major da PM que garantia a segurança do comboio conseguiram ser alojadas em um dormitório de uma empresa de transporte de propriedade de Acir Gurgacz em Manaus.

Nessa noite enquanto jornalistas dormiam em colchões sem cobertores e lençóis, Guarim e sua trupe aproveitam a bela cidade de Manaus e todos os seus deleites.
No dia seguinte sem despedidas ou mais delongas, os assessores de Gurgacz partiram para Brasília de avião enquanto os jornalistas rondonienses partiram na missão de retorno para casa pelo mesmo caminho.

Entre latas de cerveja, risos e boas companhias, a assessoria de imprensa do Senador Acir Gurgacz demonstrou sua total incompetência e falta de conhecimento sobre o que é comunicação, respeito com os colegas de profissão e profissionalismo.

Fato vergonhoso para Acir Gurgacz que é proprietário de uma faculdade e grupos de comunicação.

Porém entre mortos e feridos salvaram-se todos, e aos senhores da assessoria de imprensa do Senador Acir Gurgacz só tenho uma coisa a dizer, vocês mostraram que a selva não foi feita para ovelhas.

*Por João Paulo Prudêncio

Comentários
Carregando