Índios bloqueiam BR-174 e cobram pedágio de motoristas

Desde as primeiras horas deste domingo (17), cerca de 200 índios da etnia Enawenê-nawê, da Aldeia Indígena Salomá, bloquearam um trecho da BR 174, próximo a ponte do Rio Mutum, na região de Comodoro, no Estado do Mato Grosso, cerca de 50 km de Vilhena.
Em forma de protesto, os indígenas estavam cobrando pedágio para quem quiser passar por aquele trecho. Os preços variam entre R$ 50,00 para carros, ônibus e caminhões, a R$ 20,00 para motos.
Em entrevista, um dos líderes indígena falou que há vários anos o seu povo vem sofrendo com o total descaso das autoridades dos municípios de Comodoro e Sapezal, pois as estradas que ligam os municípios à aldeia Halataikwa estão totalmente intransitáveis.
A principal reivindicação, que vem sendo pedida desde 2013, é a construção de uma ponte e o cascalhamento imediato das estradas.
No decorrer de dois anos, várias tentativas de acordos foram feitas, porém nenhuma delas foram atendidas, o que gerou mais revolta aos indígenas.

Fonte: rondoniaovivo

News Reporter
Alan Alex é jornalista, editor do site e da coluna Painel Político. Natural de Porto Velho foi criador e editor do site Portal364, trabalhou na redação dos jornais Diário da Amazônia, Folha de Rondônia, revista Painel Político, foi assessor de imprensa, é roteirista, editor de conteúdo e relações públicas. Também atuou como repórter de TV e rádio. É filiado à ABRAJI.

Deixe uma resposta